Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Pipocas, malocas & outras fofocas

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 19h06 - Publicado em 12 mar 2011, 22h00

Emiliano Urbim

Escrevi em março pedindo que vocês respondessem por que se come pipoca no cinema. Há como?
Andreas Weber – Lavras, MG

Eu me lembro, seu e-mail até dizia “Urgente” no assunto. Mas o que é urgência, senão um estado de espírito. Enfim… pensou pipoca? Pensou Encyclopedia Popcornica, que garante que durante a Grande Depressão dos EUA, com US$ 0,10 você comprava só uma barrinha de chocolate, mas um sacão de pipoca. Foi assim, sendo o melhor custo/benefício da bonbonnière, que ela virou blockbuster. Não sei se valeu esperar 6 meses, Andreas, mas eu entendo você: se o único cinema da minha cidade passasse as férias exibindo só filme pra criança ou do Selton Mello, eu também iria querer saber mais sobre pipoca.


Alongamento antes de exercício é bom ou ruim? Faço natação há anos e já ouvi de tudo.
Renato Parada – São Paulo, SP

Senhor professor de educação física: a ciência evoluiu, dê um F5 na sua vida! Hoje a opinião mais aceita é de que alongar antes não só atrasa o exercício como prejudica, tirando potência dos músculos. Quem garante é Duane Knudson, professor de cinesiologia (estudo do movimento) na California State University – pensou cinesiologia, pensou Knudson: “Manter um músculo esticado não o deixa ‘pronto para o exercício’; deixa-o mais fraco”. Anote aí: at�� segunda ordem, aquecer antes; alongar, só depois.

Continua após a publicidade

No infográfico do maior prédio do mundo vocês falaram sobre inclinações de prédios “à la Santos”. Por que os prédios da praia daqui ficam tortos?
Victor Valery – Santos, SP

Da última vez que falamos em Santos, dissemos que, não fosse por Pelé, o alvinegro praiano seria time pequeno – não pegou bem. Então, vamos devagar para não deixar mal-entendido: nos anos 60, quando esses prédios foram erguidos na orla, os cálculos estruturais não indicavam problemas. Gol contra: nos anos 70, o solo cedeu, e alguns inclinaram até 6º – a Torre de Pisa, em comparação, chegou a 5,5°. E pensou prédio torto, não pensou Kenji Kanashiro, que não tem nada a ver com isso, mas, como coordenador de engenharia civil da UniSantos, explica: “O subsolo santista tem uma camada alta de argila orgânica, ruim para sustentação; um edifício alto naquela região precisa estar assentado sobre rocha, o que requer fundações de pelo menos 50 metros”. Só assim o prédio será grande como o Santos de 1955, de Zito, Pagão e Pepe, campeão paulista antes de Pelé.

Eu me mudei para Belém e ouço comentários sobre um tal de mapinguari. Do que as pessoas estão falando?
Cristina LIMA – Belém, PA

Cris, assim você se contrange, você me constrange, você nos constrange. O mapinguari é lenda amazônica. Mas, ok, se quiser entrar na brincadeira, decore a ficha do sujeito: pensou mapinguari, pensou um macaco de 2 metros de altura, com couro de jacaré, patas que parecem pilões e uma boca enorme. Atenção: seu umbigo exala um odor que entorpece as presas. Não confunda com os fãs de tecnobrega que tem por aí.

Vi na última edição que Bill Gates, com US$ 40 bilhões, é o homem mais rico do mundo. Ele tem mais grana que o Tio Patinhas?

Jéssica Oliveira – Ilhéus, BA

Não, Jéssica. Em 2008, o Tio Patinhas tinha apenas US$ 29,1 bilhões – 300 milhões a mais que em 2007, mas insuficientes para ultrapassar o fundador da Microsoft. Sério, não estou inventando: pensou bilionários fictícios, pensou na lista Forbes Fictional 15, que calcula fortunas de faz-de-conta. Aliás, ela é liderada pelo Tio Sam, a quem é atribuída uma riqueza infinita.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da Super! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 12,90/mês