GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Por que a contagem dos pontos no tênis segue a seqüência 0-15-30-40?

O 45 se transformou em 40 por ser mais fácil e rápido de ser pronunciado. Mas ninguém sabe explicar por que o game foi dividido em quatro.

Na verdade, a sequência original usava 45 em vez de 40 e ia até o 60, que corresponde ao game. Essa contagem aparentemente esdrúxula surgiu pelo mesmo motivo que as horas e os minutos são divididos em 60 – esse número era a base dos sistema numérico antigo sexagesimal, que surgiu na Mesopotâmia há 6 mil anos, antes de prevalecer o sistema decimal. “No século 11, o sistema foi adotado pelo precursor do tênis, o jeu de paume, (“jogo de palma”, em francês), muito popular entre os monges da França e da Itália, no qual a bola era rebatida com a mão contra uma parede”, diz o jornalista Chris Bowers, autor do livro The Book of Tennis (“O Livro do Tênis”, inédito no Brasil). O 45 se transformou em 40 por ser mais fácil e rápido de ser pronunciado. Mas ninguém sabe explicar por que o game foi dividido em quatro.

Quando o tênis surgiu em sua versão moderna, em 1873, ainda se tentou usar uma contagem diferente. “Os pontos eram contados linearmente de 1 a 15, formando o equivalente ao game”, diz Bowers. Quatro anos depois o sistema atual entrou em vigor e foi amplamente adotado pelos praticantes, já acostumados com a contagem que prevalecia desde a Idade Média. Em 1970, a liga americana até tentou modernizar a contagem usando a seqüência 0, 1, 2, 3 e 4 (game). Apesar de ser aparentemente mais lógica, a alteração não pegou, prevalecendo a contagem tradicional.