Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Salame imortal

Sanduíches com três anos de idadesão a nova arma dos americanos para matar a fome dos próprios soldados.

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 19h02 - Publicado em 30 nov 2002, 22h00

Além de projetar mísseis teleguiados e outros brinquedinhos bélicos, os laboratórios do Exército americano estão preocupados com a tecnologia do rango servido às suas tropas. Eles estão criando o sanduíche do futuro – literalmente, pois pode ser consumido até três anos após o preparo sem precisar de refrigeração. O objetivo é garantir a alimentação da soldadesca em situações extremas, em operações demoradas e remotas. Os cientistas já desenvolveram dois sabores: salame e frango ao molho barbecue. O segredo da longevidade dos sandubas é uma combinação de química – muita química – e de características que tornam os alimentos pouco apetitosos. O salame, por exemplo, é tão seco que não interfere na conservação do pão. Em fase de pesquisa, ainda há os sabores pizza e misto frio. O grande quebra-cabeças para os cientistas está no sanduíche favorito dos militares: manteiga de amendoim com geléia. Misturados com o pão, esses ingredientes criam um ambiente paradisíaco para bactérias e bolores.

As refeições longa vida só devem abastecer os quartéis a partir de 2006, mas já não agradaram. “Eu não acho que comeria um sanduíche tão velho assim”, disse a sargento Kelly Tyler ao site CNN.com.

Publicidade