GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Sensor para o sapato indica quando você está com a postura errada

O método mostrou 95% de precisão, e promete ser a solução para quem vive reclamando de dores causadas por esforço repetitivo

Não tem segredo: para preservar sua coluna ao levantar algo pesado, basta abaixar com a postura ereta e flexionando levemente os joelhos. Nessa posição, você consegue encaixar melhor as mãos no objeto e trazê-lo para cima, repetindo o mesmo movimento que fez na descida. Depois, só garantir que o trambolho não deixe suas costas curvadas, mantendo sempre em mente a postura na hora de se locomover.

Fácil, não? Bom, não necessariamente. Como na prática a teoria é outra, lembrar de tudo isso pode ser mais complicado do que parece. Quando você se der conta, logo estará repetindo os mesmos erros de antes – e acabando com a famosa ‘dor na lombar’ no fim do dia. A não ser que alguém – ou alguma coisa – esteja sempre lembrando você, lhe fazendo parar com os atalhos e voltar a fazer tudo como manda o manual.

É exatamente aí que a ciência entra. Pesquisadores da Universidade de Quebec, no Canadá, inventaram uma maneira de identificar quando alguém está com a postura errada. Para isso, bastam dois sensores de pressão e um acelerômetro – fixados nos sapatos do usuário e em um capacete especial. Ensinados com a ajuda de um algoritmo potente, os dispositivos sabem dizer quando a pessoa está distribuindo corretamente seu peso, e se ela anda no ritmo e intensidade corretos.

Eya Barkallah, uma das autoras do estudo, declarou à New Scientist que um alarme ou sinal de luz pode ainda ser instalado – para lembrar o usuário de ajeitar o corpo quando houver algum erro de percurso. Quando testado em laboratório, o método mostrou ter 95% de precisão.

A ideia é que, no futuro, a técnica seja testada com mais pessoas e implantada em situações reais de serviço braçal. Segundo a pesquisadora, trabalhadores do setor de construção civil, por exemplo, poderão fazer parte do grupo de beneficiados. Diga adeus aos bicos-de-papagaio cantando e à má postura – pelo menos enquanto você estiver no batente.

A pesquisa foi publicada no jornal Sensors.