GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Spray inglês reconstitui a pele ferida

Os pesquisadores da Electrosols, empresa inglesa ligada à Universidade de Oxford, Inglaterra, desenvolveram uma mistura utilíssima de álcool etanol com ácido poliláctico, que pertence à categoria química dos polímeros. Combinadas em um spray e espirradas sobre ferimentos ou queimaduras, as duas substâncias criam uma rede finíssima de fibras que ajudam a pele a cicatrizar com perfeição. “É como se o machucado ficasse coberto por uma teia de aranha”, explicou Ronald Coffee, diretor da Electrosols, à revista inglesa New Scientist. A grande vantagem dessa película artificial é que ela serve de base para o crescimento de células novas, implantadas para refazer a pele nas áreas danificadas. Sem esse suporte, formam-se cicatrizes nem sempre bonitas. Agora, graças ao spray, a recuperação é impecável.

Esguicho curativo

Mistura de substâncias ajuda a cicatrização de cortes profundos e de queimaduras graves.

1. Aspergidas sobre a pele machucada, as substâncias criam uma rede de fios que têm apenas 5 milésimos de milímetro de diâmetro.

2. Como a teia faz uma cobertura uniforme, serve de alicerce para o implante de células novas, chamadas fibroblastos, tiradas do próprio paciente.

3. Sem isso, as células proliferam de maneira desordenada e a cicatriz nem sempre é bonita. Na rede fibrosa, a multiplicação é organizada. Não há defeitos.