GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Um cafezinho vale ouro

Pesquisadores ingleses concluíram que 350 mililitros de café podem tornar um atleta mais veloz. O Comitê Olímpico Internacional só considera doping se o atleta tomar 1 litro de café.

O rigoroso Comitê Olímpico Internacional considera doping a existência de mais de quinze microgramas de cafeína por mililiterro mde urina. É uma medida alta, pois para chegar a ela o atleta precisa tomar cinco copos ( um litro) de café dias horas antes da prova. Pouco antes do inicio da Olimpíada de Barcelona, pesquisadores da Faculdade da Igreja de Cristo em Canterbury na Inglaterra, revelaram que ela é perfeitamente inútil: atletas que consomem um terço dessa quantidade correm mais depressa e, sobretudo, dispõem de mais energia para atropelar os adversários na reta de chegada.

A equipe liderada por Steve BIRD deu 350 mililitros de café (cinco as nossas xícaras pequenas) a dezoito atletas masculinos, uma hora antes de uma corrida de 1500 metros; depois, eles correram a mesma distância, tendo tomado a mesma quantidade de café descafeinado. Na primeira prova, conseguiram tempos em média 4,2 segundos menores que a segunda. E mais: conseguiram ser 0,6 quilômetros por hora mais velozes nos últimos minutos da prova. Comentário de BIRD: “As autoridades esportivas podem reduzir o nível Maximo de cafeína permitido, mas então a quantidade será tão pequena que dificilmente será revelada nos testes. Talvez seja mais prático oferecer dois cafezinhos a todos os atletas, antes da prova.”