Clique e assine com até 75% de desconto

Maníaco do Parque, o estuprador de jovens no Parque do Estado

Fingindo ser olheiro de agências de modelo, ele atraía garotas para estuprá-las e enforcá-las

Por Da Redação Atualizado em 13 jul 2018, 14h49 - Publicado em 11 ago 2015, 18h48

As histórias mais macabras dos serial killers
Número 05 | Todas as outras

Entre 1997 e 1998, Francisco de Assis Pereira fez nove vítimas – duas das quais sobreviveram – no Parque do Estado em São Paulo.

Ele dizia ser olheiro de agências de modelos e convencia as garotas a subir em sua moto e ir até o parque para uma sessão de fotos. Lá, estuprava e enforcava as jovens, antes de deixá-las no mato.

Dizia ser motivado por três traumas: o assédio sexual de uma tia na infância, o relacionamento com um ex-patrão e uma namorada que tentou arrancar seu pênis com uma mordida.

Condenado a 147 anos de prisão, recebeu mais de mil cartas de amor e se casou com uma das admiradoras.

Próximo serial killer: A Condessa Sangrenta

Continua após a publicidade
Publicidade