GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O slogan do iPhone 7 virou piada em Hong Kong porque soava… fálico

O misterioso caso do Pinto da Apple e outros erros hilários de tradução.

A Apple tem a tradição de ser bem minimalista na hora de propagandear seus iPhones. Em 2007, o slogan de lançamento foi “Apenas o começo”. Para o iPhone 4, “Isso muda tudo. De novo”.

Agora, com o lançamento oficial do novo iPhone 7, a nova frase escolhida foi “This is 7”. A ideia era ir direto ao ponto, mas é claro que a proposta não funciona em todas as línguas. Aí a Apple arregaçou as mangas e tentou adaptar o slogan… Só que, em Hong Kong, o resultado ficou esquisito (e um tanto safadinho).

Para quem está do outro lado do mundo, pode ser difícil de entender porque a China receberia 3 slogans diferentes para o mesmo produto. Mas a Apple tentou fazer algo especial para três territórios de língua chinesa.

LEIAApple anuncia iPhone 7 à prova d’água e com duas lentes, fones AirPods sem fios, nova geração do Apple Watch – e jogo do Super Mario para iOS​

A porção continental da China e Taiwan falam principalmente o mandarim. Para o “Isso é 7” não ficar tão banal, o slogan na parte territorial foi traduzido para “7, está aqui”. Já a ilha, que se considera um território independente, ficou com “Exatamente o 7”.

Em Hong Kong, a parte da China que um dia pertenceu ao Reino Unido, o dialeto principal é o cantonês – que, para você ter ideia, nem é uma opção no Google Translate. E aí surgiu o problema: 7, em cantonês, é pronunciado “tsat”. E tsat, por sua vez, é uma gíria pra pênis. Nada muito ofensivo, só pinto mesmo. Ah, e que também é usado quando você quer chamar um amigo de bobo: “Caramba, tu é um pinto mesmo”.

“This is pinto”. “Isso é pinto”. “Pinto tá aqui”. “Exatamente pinto”. Nenhuma delas passa a ideia de grandiosidade do iPhone. Mesmo sem levar para o lado fálico da coisa, outra possível tradução é “Isso é estúpido”. Ou seja, o exato oposto do objetivo de qualquer propaganda.

Os publicitários da Apple até tentaram repetir a palavra iPhone no slogan. Mas a impressão que dá é que jogaram tudo no liquidificador para ver se o resultado final fazia o cliente pensar menos no urologista: “Isso, é exatamente o iPhone Pinto”.

Obviamente não deu certo e o pessoal  foi fazer piada nas redes sociais. A foto acima foi publicada pela página Apple Daily, de Hong Kong, mostrando as diferenças entre as frases usadas nos EUA, em Taiwan, na China Continental e no território hongconguês. Acima, entre carinhas que carecem de tradução, vem escrito algo como “Há uma grande diferença entre esses slogans”. O post no Facebook ultrapassou 40 mil likes e teve mais de 7 mil compartilhamentos.

Não foi a primeira vez que uma propaganda deu errado na China. O KFC, a rede de fast food, se lançou por lá com o slogan “de lamber os dedos”. Só que a metáfora não traduzia com tanta facilidade e o resultado foi “de arrancar os dedos com os dentes”. Quase, né?

E não precisa ir tão longe para encontrar os perigos da tradução: não adianta ostentar o seu Pajero no resto da América Latina. Por um bom motivo, o carro da Mitsubishi por lá se chama Montero: pajero é o cara que passa tempo demais se masturbando. Isso sem falar na empresa chinesa que passou anos operando no Brasil com o nome de Chana.

Para a confusão do iPhone ficar ainda mais divertida, só se a Apple soltar cartazes com o mesmo slogan para o Iphone 7 Plus, que também acaba de ser lançado. Vai ser como receber um e-mail “Aumente seu pênis em 5 cm”, só que do próprio Tim Cook.