Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

A meta é Marte

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h34 - Publicado em 31 dez 1987, 22h00

Enquanto o projeto espacial norte-americano – baseado em viagens curtas com naves reutilizáveis – não se refaz do desastre da Challenger, no inicio de 1986, os soviéticos permanecem fiéis ao programa de mandar cosmonautas ao espaço por períodos cada vez mais longos. Depois do recorde de 250 dias em órbita, alcançado em 1987 pelo cosmonauta Iuri Romanenko, a tripulação da estação orbital Mir (palavra que significa paz em russo) prepara-se para permanecer no espaço durante um ano inteiro.

Os cosmonautas ficarão sob estrita vigilância das equipes científicas do centro espacial de Baikonur, na Ásia Central, interessadas sobre tudo nas suas condições físicas e psicológicas. Tudo isso faz parte do ambicioso plano de empreender uma viagem tripulada a Marte, a 135 milhões de quilômetros de distância, na primeira década do próximo século. Calcula-se que um vôo Terra- Marte dure cerca de doze meses e que, a expedição pioneira gaste aproximadamente três anos.

Publicidade