GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

A web faz escola

Há aulas de reforço. E de jardinagem, mecânica, culinária. Dá até para virar professor pela rede .

Lúcia Martins

Que tal estudar no conforto de casa e no seu horário preferido? Nem nos tempos áureos do Instituto Universal Brasileiro – lembra? – era tão fácil estudar à distância. Com seu perfil multimídia, a internet oferece recursos didáticos que permitem o ensino de quase tudo. E as instituições de ensino descobriram o filão. Até as universidades americanas consagradas oferecem cursos, perfeitos para quem sonhava obter um canudo de respeito mas não tinha como ir estudar lá fora. O empecilho é o idioma? Faça um curso de língua estrangeira pela web antes. Seu fraco é matemática? Há aulas de reforço. E de jardinagem, mecânica, culinária. Dá até para virar professor pela rede

Diploma estrangeiro

Várias universidades no exterior oferecem cursos completos de graduação ou especialização. Selecionamos o filé mignon:

• Cardean University (www.cardean. edu): seus cursos têm o aval de cinco das melhores universidades do mundo, pois são resultado de um convênio entre as universidades de Columbia, de Chicago, de Stanford, a London School of Economics e a Carnegie Mellon. O foco das aulas está na área de negócios. Cursos de curta duração custam, em média, US$ 500.

• Open University (www.open.ac.uk): cursos de graduação e pós-graduação em áreas tão variadas como biologia, política, história da arte e engenharia. Duração média de três anos, mas preços em libras. Custo por disciplina: US$ 800.

• PennState University (www.psu.edu): cursos técnicos, graduação e pós-graduação. A variedade de cursos à distância é enorme, mas nem todos eles são inteiramente online. As disciplinas custam, em média, US$ 400 cada uma.

• University of Maryland (www.umuc.edu): é a maior universidade virtual dos Estados Unidos, em número de estudantes e graduados. Há cursos técnicos e de graduação. Os preços são semelhantes aos da PennState University.

Canudo brazuca

No Brasil, as universidades públicas usam a web para formar professores. Mas há cursos para todos. Confira:

• UFMT (www.ufmt.br) e UFPR (www.ufpr.br): para professores, as universidades federais do Mato Grosso e do Paraná dão especialização de graça. A UFPR oferece também curso de graduação pela internet, mas, por enquanto, só de pedagogia.

• UFPA (www.ufpa.br): a Universidade Federal do Pará acaba de abrir seu curso online de graduação, mas só de matemática.

• UniRede (www.unirede.br): convênio de 62 universidades públicas federais com cursos direcionados a professores. Especialização e extensão por R$ 50 cada uma.

• Universidade Virtual do Brasil (www.uvb.br): união de dez universidades particulares. Oferece especialização em gestão ambiental e empresarial, moda, saúde, tecnologia e educação. Preços de R$ 150 a R$ 400.

• USP/Instituto de Estudos Avançados (www.usp.br/iea): cursos de extensão para professores do ensino médio.

Para breve

O ensino via web cresce a cada dia. Mas alguns dos projetos em fase de lançamento merecem ser citados:

• Cederj (www. educacao publica.rj.gov.br): quando entrar no ar, em agosto, esse consórcio de universidades públicas do Rio de Janeiro será a maior universidade pública virtual do país, com graduação e pós. As inscrições já estão sendo aceitas. Embora virtual, o Cederj terá estrutura física, com bibliotecas e laboratórios. Os cursos terão duração e vestibular parecidos com os tradicionais e serão credenciados pelo MEC.

• Massachusetts Institute of Technology (web.mit.edu): nos próximos dois anos, o consagrado MIT vai iniciar 500 cursos, nas áreas de arquitetura, artes, engenharia, ciências humanas, administração e ciências. O projeto prevê um total de 2 000 cursos.

n Oxford University (www.ox.ac.uk): o Instituto de Internet da conceituada universidade deve começar a operar este ano e é aberto para alunos e professores do mundo todo. O projeto prevê aulas, conversas com especialistas e biblioteca.

Idiomas

Que tal aprender uma língua estrangeira em um chat? É a cibernética no ensino.

• Cultura Inglesa (www.culturainglesa online.com): inglês e espanhol em cursos com duração média de 30 horas (entre R$ 90 e R$ 200). Tem dicionário, gramática, tira-dúvidas e chat.

• Deutsche Welle (www.dwelle.de/brasil): alemão básico, intermediário, avançado e comercial. Tudo de graça!

• English Town (www.englishtown. com): curso de inglês, dicionários e tira-dúvidas. Taxa única de R$ 65 para acessar o site e assistir às aulas.

• Parlo (www.parlo.com): inglês, espanhol, francês e italiano. O curso de 35 horas sai por cerca de R$ 100.

Sabe-tudo

Não importa o que você quer aprender, tem alguém na web que ensina.

• Diztudo (www.diztudo.com.br): 400 cursos variados, como jardinagem, artes plásticas, medicina, literatura etc. Duração: 3 horas. Preço: R$ 2.

• Evolui (www.evolui.com): cursos em diversas áreas, como gestão de condomínios, enologia e até MP3.

• Mecânica online (www.mecanica online.com.br): sete cursos sobre o funcionamento do carro, cada um por R$ 10. O básico é gratuito.

• Como fazer (www.fazfacil.com.br): solução de problemas cotidianos como tirar manchas ou trocar o gás.

• Culinária online (www.culinariaonline. com.br): dá a receita e ensina a segui-la passo a passo.

• Universidade de Viçosa (www.uov. com.br/cursos_oferecidos.asp): cursos de ecoturismo, cultivo orgânico de plantas e criação de peixes, entre outros.

Reforço escolar

A web não serve só para quem é bom de estudo. Quem vai mal na escola também ganha uma mãozinha.

• Nestes endereços, o estudante pode ler e fazer download de livros: Biblioteca Virtual do Estudante (www. bibvirt.futuro.usp.br); Virtual Bookstore (www.vbookstore.com.br); e Projeto Gutenberg (www.gutenberg.net).

• Tira-dúvidas (www.educacional.com.br): professores respondem em tempo real.

• Escola 24 horas (www.escola24horas.com.br): chat com pais, alunos e professores. Tem também mestres de plantão.

• Online University (www.onlineuniver sity.com.br): simulados grátis.