Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Apertem os cintos, o caminhoneiro sumiu!

Depois dos carros autônomos, surgem os caminhões sem motorista. Conectados por wi-fi em um comboio inteligente, eles economizam até 10% de combustível

Por Ana Carolina Leonardi Atualizado em 31 out 2016, 19h01 - Publicado em 8 abr 2016, 18h45

Seis comboios de caminhões sem motorista se encontraram em Amsterdã depois de mais de um mês viajando pela Europa. Foi a primeira vez que esse tipo de veículo atravessou fronteiras nacionais, como parte do Desafio 2016 de Comboios de Caminhão da União Europeia.

Os caminhões participantes não eram apenas inteligentes individualmente – o comboio era controlado via wi-fi. Com todos os veículos em comunicação automatizada o tempo todo, era possível manter uma distância bem menor entre um e outro do que com caminhões dirigidos por motoristas.

A necessidade de manter uma distância grande do carro à frente tem a ver com o tempo de reação do motorista. O ser humano não consegue frear exatamente assim que perceber que o trânsito está desacelerando. Já a ação do computador é imediata e, através da conexão entre os caminhões, todos freiam de forma coordenada e segura.

Com uma menor distância entre os veículos, sobra mais espaço na estrada e o congestionamento melhora. Além disso, todo veículo precisa vencer a resistência do ar para se mover e isso gasta combustível.

LEIA: O fim dos carros como você conhece​

Como no comboio inteligente os caminhões ficam perfeitamente alinhados e próximos, a resistência do ar sobre o conjunto é menor do que seria se todos estivesse se movendo separadamente e o gasto de gasolina diminui em até 10%. Por isso, a organização do desafio acredita que, quando esse tipo de tecnologia se popularizar, o transporte deve se tornar mais eficiente e mais barato.

O evento começou em 29 de março. Cada caminhão tinha um motorista humano para casos de emergência e manobras de volante mais complicadas. Seis empresas participaram, cada uma com um comboio: a DAF Trucks, a Daimler Trucks, a Iveco, a MAN Truck & Bus, a Scania e a Volvo. Eles seguiram um caminhos diferente, partindo da Bélgica, Alemanha e Suécia, e todos se encontraram na Holanda.

LEIA TAMBÉM:
Fórmula 1 sem pilotos mostra seu novo – e assustador – carro
– Supercaminhões para supercargas
– Carros autônomos do Google deram problema 341 vezes enquanto andavam 

Continua após a publicidade
Publicidade