GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

App do Google vai oferecer músicas conforme seu humor

O serviço de streaming do Google, o Google Play Música, vai estrear uma novidade hoje. O novo recurso, que será disponibilizado para usuários brasileiros hoje, são as playlists contextuais.

O nome é complicado, mas a função é simples. Daqui para frente, o Play Música irá oferecer as músicas certas nos momentos certos – ao menos é isso que a empresa espera. Ao usar o app, o usuário poderá acessar listas musicais que sirvam para diferentes momentos do dia. 

O Play Música irá aprender os hábitos do usuário e melhorar as sugestões. Se você é do tipo que vai para a academia de noite, essa sugestão irá aparecer nesse momento do dia.

A funcionalidade chega ao serviço graças a uma aquisição feita pelo Google em julho de 2014. Na ocasião, a gigante da internet comprou uma empresa chamada Songza. O negócio não teve valor declarado, mas o jornal New York Times afirma que foi uma transação de 39 milhões de dólares.

Para quem não conhece, o Songza fazia exatamente o trabalho das playlists contextuais. Sugeria humores e atividades para o usuário e então tocava as músicas propícias para aquele momento.

“O Songza foi desenvolvido pensando na facilidade de uso para as pessoas. A ideia é trazer isso para os brasileiros que usam o Google Play Música”, disse Elias Roman a EXAME.com. Roman foi um dos co-fundadores do Songza e hoje trabalha como gerente de produto no Google Play Música.

Toque humano

O novo recurso trabalha em duas frentes diferentes – uma completamente robótica e outra bem humana. Enquanto algoritmos estão trabalhando para entender a rotina dos usuários, são pessoas que criam as listas.

“Temos pessoas fazendo a curadoria das playlists. Um robô é capaz de entender a velocidade da batida de uma música, mas um ser humano não pode ser substituído nesse trabalho”, disse Helen Marqis, diretora global de programação musical.

O Google trabalhou com especialistas em diversos gêneros para a criação das listas no Brasil. A empresa não abre quantos profissionais foram contratados e diz que o trabalho continua, com a adição de novas músicas e criação de eventuais listas.

O Brasil é o quinto país a receber o recurso e é o primeiro deles a não ser de língua inglesa. “Gosto de ouvir as listas com músicas brasileiras. Antes de começar a implementação no Brasil, já era um grande fã de bossa nova”, disse Roman.

Pronto para a briga

A nova funcionalidade faz com que o Google continue como um nome forte na briga entre serviços de streaming de músicas. Os recursos do Songza dão à empresa uma qualidade que pode conquistar usuários. Vale ressaltar que o recurso funcionará somente para assinantes do serviço.

O mercado de streaming está em um momento em que cada empresa mostra a que veio. O Spotify vem apostando também em conteúdos além da música; o Apple Music foi lançado com uma rádio ao vivo; e o Deezer foca em artistas locais.

“Nosso objetivo é fazer com que ouvir música pela internet seja tão simples quanto ouvir ao rádio. Basta ligar e colocar para tocar. O usuário não quer mais complicação do que isso”, completou Roman.