GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Aurora boreal 24 horas

Você já viu fotografias ou filmes da aurora boreal. São fachos brilhantes dançando no céu noturno. Mas o fenômeno não existe só à noite. Ele acontece também durante o dia, com um detalhe: só pode ser visto do espaço. O que acaba de ser confirmado. O satélite Polar, da Nasa, lançado em fevereiro passado, fotografou a aurora boreal perto do pólo norte. Equipado com detectores de luz ultravioleta, invisível para o olho humano, ele captou lá do alto a energia que as partículas vindas do Sol emitem quando caem na atmosfera. Essas partículas são elétrons carregados de eletricidade que constituem o chamado vento solar. Tão logo atingem as primeiras camadas de ar que envolvem o globo, elas se “acendem”. Para os meteorologistas e geólogos, as imagens mostram que a quantidade de energia trazida pelo vento solar é maior de dia do que de noite. É que a face do planeta voltada para o Sol recebe as partículas de chapa. Na face escura, de costas para o Sol, as partículas só mergulham na atmosfera depois de contornar o planeta empurradas pelo campo magnético. A quantidade de energia é menor.