GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Buracão sob o gelo antártico

¿ . O ponto mais profundo do planeta é a fossa marítima das Ilhas Marianas, situada numa região do Oceano Pacífico próxima da Micronésia.

O mundo branco, gelado e silencioso da Antártida é cheio de mistérios e recordes. Mas este extremo da natureza se encontra literalmente escondido sob o manto de gelo que cobre 98% do continente: a mais profunda depressão terrestre, situada a incríveis 2 500 metros abaixo do nível do mar, fica numa área a oeste desse estranho universo. Trata-se do Platô Hollick-Kenyon, um pedaço da Marie Byrd Land, região que margeia o Pacífico Sul e se estende do Mar de Ross (oeste) até Ellsworth Land (leste). O Hollick-Kenyon apresenta uma peculiaridade que só poderia se manifestar num lugar com as características da Antártida: é recoberto por uma camada de gelo com mais de 4 000 metros de espessura. Uma comparação mostra o quão espetacular é a marca do Hollick-Kenyon. O Mar Morto, na divisa entre Israel e Jordânia, maior depressão no resto do mundo (fora da Antártida), está localizado a “meros” 394 metros abaixo do nível do mar. O nome do platô é uma homenagem ao piloto canadense Herbert Hollick-Kenyon, que, junto com o americano Lincoln Ellsworth, foram, em 1935, os primeiros exploradores a cruzar, voando, a Antártida.

• . O ponto mais profundo do planeta é a fossa marítima das Ilhas Marianas, situada numa região do Oceano Pacífico próxima da Micronésia. Ali o fundo do mar fica a 11 500 metros da superfície