GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Carro

Citroën C3 Musique – Aumenta o som! – A partir de R$ 40 900

Por aqui ainda é quase raridade, mas lá fora o que mais tem são carros que saem de fábrica prontos para se conectar ao iPod e a outras opções, como cartões de memória e pen drives. Carro à venda no Brasil e pronto para mp3, só o C3 Musique, da Citroën. Ele vem com um iPod Nano preto de 1 gigabyte (capacidade para armazenar cerca de 240 músicas) integrado ao console do carro. O tocador é conectado a um sistema de som potente e cheio de recursos, o DEH-P7880MP, da Pioneer, que ainda traz entrada auxiliar para a conexão de outros aparelhos. E, se um C3 Musique não está nos seus planos, tudo bem. A maioria dos fabricantes de sistemas de som aqui já acordaram para a tendência, e o que não falta são aparelhos prontos para ser conectados ao seu tocador de música digital.

Você vai querer! – Poder viajar sem ter que ficar trocando de cd.

Fique esperto! – Não é nada fácil navegar na tela do iPod Nano e dirigir ao mesmo tempo.

Guia de compras

JVC KD-DV6200 – R$ 1 599

Este modelo da JVC vem com uma conexão USB na frente que permite ligar praticamente qualquer engenhoca tecnológica no carro. Você pode, por exemplo, tocar as músicas digitais armazenadas no notebook ou no micro de mão enquanto dirige. Há uma saída de vídeo para conexão de tela de cristal líquido.

Você vai querer! – Usar seus equipamentos tecnológicos no carro.

Fique esperto! – A tela é vendida à parte.

Sony MV-700HR – R$ 1 499

Imagine usar o mesmo tocador de dvd em casa e no carro. Alguém lá na Sony já pensou nisso. Este modelo portátil tem tela wide-screen de 7 polegadas, vai preso atrás de um dos bancos da frente e exibe vídeo, fotos e mp3 de uma variedade de discos. Para facilitar o uso, o aparelho vem com controle remoto e um sistema anti-saltos.

Você vai querer! – Pode ser usado em qualquer lugar.

Fique esperto! – Só toca cds e dvds tradicionais.

Kenwood KDC-X890 – R$ 1 200

No mundo digital, o som da Kenwood é radical. Não só toca música nesse formato – vindas de pen drives, tocadores de mp3 comuns e até de iPods, mediante acessório especial – como sintoniza rádio digital, que ainda nem saiu dos testes no Brasil. Para completar, ele capta e exibe informação no formato RDS (informações em texto que chegam via FM).

Você vai querer! – Conectar tocadores e pen drives e acessar textos no aparelho de som.

Fique esperto! – Ainda vai demorar um pouco para ter transmissão digital de rádio no país.

Panasonic CQ-C3333L – R$ 479

Quer levar o iPod no carro? Sem problema. Este Panasonic oferece conexão direta com o tocador, que passa a ser controlado a partir do painel do som. O controle remoto numérico divide o poder de escolher as músicas com quem viaja no banco de trás. Além disso, o display pode assumir 7 cores diferentes – uma, com certeza, vai combinar com o painel do seu carro.

Você vai querer! – Opção em conta para ligar o iPod ao carro.

Fique esperto! – O controle remoto confunde.

Belkin TuneCast Auto e TuneDok – Tunecast US$ 60, tunedok US$ 30

Se o som do carro nem sabe o que é um iPod, a solução é comprar um kit adaptador, como o TuneCast, da Belkin. Na cor branca, ele funciona ligado ao tocador de mp3 da Apple e ao acendedor de cigarros. Depois, basta sintonizar o rádio em qualquer canal FM disponível. O TuneDok para iPod Nano, na cor preta, é para ser colocado no porta-bebidas.

Você vai querer! – Jeito simples de ligar o iPod ao som do carro.

Fique esperto! – A qualidade de som não é das melhores.

JVC KW-AVX706 – R$ 3 999

Um home theater de bordo. Assim é este JVC, que exibe dvds em uma confortável tela de cristal líquido de 6,5 polegadas e reproduz áudio 5.1 com som surround. Quando não está no modo cinema, o tocador reproduz mp3 e dvds de áudio. Um detalhe luxuoso: para garantir a pureza dos sinais, os terminais de áudio e vídeo foram banhados em ouro.

Você vai querer! – A tela de alta definição.

Fique esperto! – Dvd no carro, só no banco traseiro.

iTrip PSP Griffin Technology – US$ 50

A jogatina móvel descobre a alta potência sonora com este lançamento da Griffin. Pelo iTrip, fãs do PlayStation Portable poderão enviar o sinal de áudio do console para o som do carro ou da casa, via FM. Como o PSP também exibe vídeos e toca música, o investimento pode compensar.

Você vai querer! O videogame portátil vira um tocador de mp3.

Fique esperto! Não dá para jogar no trânsito.

Blaupunkt Menphis MP66 – R$ 1 265

O Menphis vai agradar a quem não vive sem música digital, pois lê de tudo – de tocadores de mp3 a cartões de memória com música – graças à porta USB e ao leitor de memória embutidos. Ele se ajusta ao dono e ao carro: seu display colorido pode ser personalizado com fotos e textos, e uma curiosa função faz com que o volume compense o ruído interno. A conexão Bluetooth é possível, mas como opcional.

Você vai querer! – A entrada para cartões de memória.

Fique esperto! – A tecnologia Bluetooth é opcional.

Pioneer DEH-P9880BT – R$ 1699

O som da Pioneer vem com a “rádio Bluetooth”: se seu palmtop tem esse tipo de conexão sem fio, você pode transmitir as músicas guardadas no micrinho para o rádio, por exemplo. O display colorido com animações distrai a moçada enquanto o batidão corre solto pelos canais de 50 watts com equalização automática. A ligação com tocadores de mp3 é possível, mas depende de adaptador vendido à parte.

Você vai querer! – Enviar e receber músicas dos amigos para tocar no aparelho de som.

Fique esperto! – Precisa de mais acessórios para conectar seu tocador de mp3.

Encontre seu caminho

Para quem não se importa em perguntar como chegar a determinado lugar ou qual o melhor caminho a fazer, os aparelhos de localização por satélite (ou GPS, sigla em inglês para Sistema de Posicionamento Global) são uma ajuda e tanto. Conectado a uma rede de satélites que orbitam a Terra, esses sistemas conseguem informar de forma precisa a posição dos automóveis. Além disso, são espertos e indicam qual o melhor trajeto a fazer. “É uma boa ferramenta de trabalho, eu uso bastante”, conta Atsushi Asano, taxista da frota da empresa São Paulo Táxi. “Ele me mostra como fazer o caminho mais curto ou mais rápido. Não preciso mais parar para consultar o guia e, com isso, não atrapalho o trânsito.” Confira alguns dos produtos e serviços de GPS disponíveis no mercado brasileiro.

Apontador Duo e Compact – DVD R$ 473, compacto R$ 523

O serviço de mapas e rotas Apontador oferece dois tipos de sistemas de localização. O Apontador Duo funciona com navegadores GPS e com computadores de mão equipados com o sistema Windows Mobile. Já o Apontador Compact serve para os micrinhos da Palm. Os dois pacotes trazem uma antena GPS e mapas das principais cidades brasileiras. A versão Compact traz informações mais detalhadas de cidades dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Paraná e Espírito Santo. O Duo ainda inclui guias de Salvador (Bahia) e Florianópolis (Santa Catarina). Os PDAs são vendidos à parte.

Navegador Guia Quatro Rodas – Maplink – R$ 2 299

Obra da parceria entre o Guia Quatro Rodas e o serviço de mapas e rotas Maplink, o Navegador Guia Quatro Rodas vem com informações sobre o melhor trajeto a fazer nas principais capitais e cidades de todo o Brasil. Tem ainda conteúdo selecionado do Guia para os motoristas. A tela do tipo touch screen é usada para acessar as funções do aparelho, que pode funcionar como um tocador de música digital.

Airis T920A – R$ 1 999

O navegador GPS da Airis vem pré-carregado com mapas das regiões metropolitanas de São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro. O serviço, que mostra endereços e indica rotas, é gratuito, mas o usuário paga pelas atualizações de sistema. A tela colorida de 3,5 polegadas é sensível ao toque. O aparelho também funciona como tocador de mp3, vem com entrada para cartões de memória e suporte e carregador para carro.

Bluetooth CK 20 W Nokia R$ 1 399

Com GPS, Bluetooth e viva-voz, este kit veicular trará mapas pré-instalados em um cartão de memória, e o motorista poderá escolher um itinerário em seus contatos ou locais previamente visitados. As instruções de direção serão passadas pelo áudio do celular ou pelo sistema de som do carro. Com o aparelho, também será possível transformar o tocador de música do telefone no som do automóvel, com controle das faixas pelo teclado. O produto chega ao mercado brasileiro em janeiro de 2007, segundo a Nokia.

Tendência

Seu próximo carro: mais potente e mais seguro

Montadoras prometem automóveis menos poluentes, mais econômicos e capazes de antever e evitar acidentes

Renata Mesquita

No mundo automobilístico, todos buscam por desempenho e segurança. E é isso que a indústria promete para os próximos anos: carros mais leves, eficientes, resistentes a impactos e menos agressivos ao ambiente. Esse será o caminho trilhado pela tecnologia automotiva.

Entre os recursos que devem ganhar popularidade estão a adaptação automática da suspensão e do motor ao tipo de terreno e os sistemas de auxílio a manobras. Veremos painéis de navegação e computadores de bordo mais sofisticados e o emprego de recursos de voz no controle dos carros. Porém, apesar do maior número de sensores eletrônicos, o que a indústria e os usuários querem mesmo (sem contar o design, determinante para a compra) é que os veículos sejam eficientes e gastem menos combustível. “A Fórmula 1 é uma vitrine do que virá”, diz Paulo Pereira, diretor de marketing e vendas da Jaguar para América Latina e Caribe. “O que se vê lá deve estar no mercado em 5, 10 anos. Foi assim com a injeção eletrônica, o catalisador, o controle de poluentes e o gerenciamento eletrônico de combustível.”

Motores mais baratos e mais possantes aparecem no horizonte. “Provavelmente, os automóveis Flex (que funcionam com dois ou mais tipos de combustível) predominarão. O foco deve ser no menor consumo e emissão de poluentes, com câmaras de combustão mais avançadas”, diz Henry Joseph Jr., gerente de engenharia da Volkswagen. Mais à frente, o cenário muda um pouco com a ascensão das máquinas híbridas, movidas a combustão e eletricidade. “Devem começar a aparecer também mais carros elétricos, já que eles são silenciosos, não emitem poluentes e dispensam o uso do câmbio por trabalharem em diversas rotações”, acredita Joseph Jr.

Apontada como um dos itens mais importantes, a segurança também aumentará consideravelmente para diminuir o risco de acidentes. Pilotos automáticos inteligentes, que controlam a velocidade do automóvel de acordo com parâmetros predefinidos e avisam sobre a aproximação de outro veículo ou objeto também devem ganhar mercado. “Veremos cada vez mais recursos que antecipem as ações do motorista, que avaliam a visibilidade, tipo de pista, velocidade utilizada e distância do carro mais próximo para calcular os riscos de algo errado acontecer. Serão sistemas capazes de alertar ou orientar o condutor e, se necessário, até tomar o controle do carro”, diz Marcos Saade, diretor de vendas da Volvo Automóveis. A montadora, que mantém um centro de segurança automotiva na Suécia, deve lançar até o final do ano no país o S80, modelo que trará o recurso incorporado.

Preocupadas com o ambiente e com a escassez de petróleo, e pressionadas por entidades de defesa do planeta, as montadoras investem em materiais que possam ser reciclados e voltam a apontar o diesel como opção. “Com esse combustível, temos motores limpos e eficientes. Ele só não é mais usado porque, como é importado pelo governo brasileiro e vendido com subsídios, está restrito, por lei, a caminhões, veículos comerciais e utilitários”, diz Luiz Tambor, diretor de marketing da Land Rover Brasil, que comercializa no país carros a diesel.