GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Carros versus chips

Flávio Dieguez

Você pode imaginar um mundo em que os carros pesassem apenas 10 gramas e corressem a 12,8 milhões de quilômetros por hora? Claro que não. Mas é assim que eles seriam se tivessem evoluído da mesma maneira que os chips de computador, que, desde a sua invenção, em 1947, ficaram cada vez menores e mais rápidos. Essa analogia sensacional entre as indústrias automobilística e de computadores é uma criação do ganhador do Prêmio Nobel de Física de 1998, o alemão Horst Störmer, do Bell Labs, laboratório da empresa Lucent Technologies, baseado nos Estados Unidos. Ele mesmo preparou a tabela ao lado com outras características daquele supercarro imaginário. “Claro que ele não poderia ser construído”, diz Horst. “Mas dá uma boa idéia da velocidade incrível com que a indústria dos semicondutores está avançando.”

Velocidade máxima

Se tivessem evoluído como os chips de computador, os carros seriam assim

Peso

10 g

Desempenho

3 400 000 km/litro

Velocidade

12 800 000 km/h

Custo

R$ 20,00