Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Cientistas criam aparelho que mede ardor de pimentas

Após estimar nível de composto ligado à picância, ele descarrega os dados num app.

Por SUPER 18 dez 2020, 09h29

Batizado de chilica-pod, o dispositivo se parece com um pen-drive e foi projetado para detectar a quantidade de capsaicina em pimentas. É ela a substância responsável pela sensação de ardor: quanto mais capsaicina, mais difícil é suportar o sabor. 

A tecnologia é de autoria de pesquisadores da Songkla University, na Tailândia, e se baseia em pequenas placas de grafeno no interior do gadget. Basta adicionar uma gota de uma solução de pimenta com álcool no Chilica-pod para que a capsaicina da mistura comece a agir.

A substância ativa os elétrons presentes no grafeno, que passam a pular entre os átomos do material. A intensidade da corrente gerada nesse processo – que é calculada e registrada num app de celular – é proporcional à quantidade de capsaicina. 

Com essa técnica, o equipamento consegue detectar rapidamente até mesmo níveis baixíssimos de capsaicina, como o do pimentão, que praticamente não causa ardor. A tecnologia poderá ser usada, no futuro, em cozinhas profissionais ou por pessoas alérgicas a capsaicina.

Continua após a publicidade
Publicidade