Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Chega de mala perdida, extraviada ou roubada

Mala existe para criar problemas na viagem. Mas esta, que se chama Bluesmart, é diferente.

Por Bruno Garattoni Atualizado em 28 set 2017, 11h42 - Publicado em 27 nov 2015, 11h00

COMO ELA É
Ela mede 53x35x22 cm, pesa 3,8 kg e não chama a atenção. É feita de alumínio e policarbonato (um tipo de plástico), ou seja, é resistente e difícil de arrombar. É aceita como bagagem de mão pela maioria das companhias aéreas. Parece apenas uma boa mala. Mas com uma diferença: é a primeira que pode ser controlada via smartphone.

COMO FUNCIONA
Ela tem um localizador GPS e uma antena Bluetooth. Graças a isso, sempre sabe onde está, e consegue se comunicar com o seu celular. Por meio de um aplicativo, você pode abrir e fechar a mala e ativar recursos como o sensor antifurto – se alguém tentar levar a mala, ela se tranca imediatamente e manda um alerta para você.

A VANTAGEM
Prefere despachar a mala? Na hora de fazer o check-in, você não terá surpresas com taxa de excesso de peso, pois a mala se pesa sozinha (e mostra na tela do seu celular). Você fica sabendo quanto ela está pesando antes mesmo de sair do hotel. E, se por acaso a companhia aérea perder a mala, você poderá ver onde ela está, em tempo real.

E A BATERIA
Os sistemas eletrônicos da mala são alimentados por uma bateria. Ela precisa ser carregada na tomada, mas dura duas semanas – e também pode ser usada para alimentar os seus gadgets. Segundo o fabricante, a bateria tem energia para recarregar um smartphone seis vezes. (Se a mala descarregar, você poderá abri-la com uma chave.)

Bluesmart
Nos EUA: R$ 665
bluesmart.com

Continua após a publicidade
Publicidade