Clique e Assine por apenas 8,90/mês

Economia no infravermelho

Dr. John F. Ackerman, da General Electric americana, desenvolveu um novo bulbo em lâmpadas halógenas que economiza 60% de energia emitindo radiação infravermelha invisível.

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h31 - Publicado em 31 dez 1990, 22h00

Desenvolvido pelo dr. John F. Ackerman, da General Electric americana, um novo bulbo usado em lâmpadas halógenas economiza 60% de energia. O filamento de lâmpada, aquecida para produzir a luz, emite radiação infravermelha, invisível. O segredo do novo bulbo produzido pela GE está num revestimento especial que reflete essa radiação, impedindo que ela se disperse. É como se criasse uma espécie de efeito estufa em miniatura, dentro do bulbo. Assim, o filamento recbe um calor extra, além daquele gerado pela eletricidade que o atravessa, e produz a mesma quantidade de luz com menor quantidade de energia

Publicidade