Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Hackers da vida privada

Invadir computadores, derrubar sites, espalhar vírus? Os hackers mais espertos já descobriram como controlar quase tudo - de vasos sanitários ao coração alheio

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h32 - Publicado em 24 fev 2014, 22h00

Marcos Ricardo dos Santos

O hacker e pesquisador neozelandês Barnaby Michael Jack, de 36 anos, fez carreira trabalhando em empresas de segurança nos EUA. Era famoso por suas técnicas de invasão de caixas eletrônicos. Mas, no mês de julho, disse ter descoberto algo muito mais impressionante: como assumir o controle de um marca-passo e desligá-lo, matando seu portador, usando apenas um notebook, a 10 metros de distância da pessoa. Isso supostamente é possível porque os marca-passos modernos têm antenas Wi-Fi, que são usadas para enviar um alerta ao médico em caso de problema cardíaco – mas também serviriam como porta de entrada para hackers. Jack iria revelar sua técnica na conferência de segurança BlackHat, em São Francisco, mas apareceu morto alguns dias antes. A polícia americana não divulgou a causa da morte, o que deu origem a teorias conspiratórias (de que o hacker poderia ter sido executado por alguém). O método não foi revelado, mas parece haver motivo para preocupação. Em junho, o Computer Emergency Readiness Team, grupo do governo americano que faz pesquisas de segurança, divulgou um relatório no qual alerta para o risco de invasão de “dispositivos médicos”. Não é o único caso em que os hackers estão indo além de seus domínios tradicionais. Veja abaixo alguns exemplos.

BILHETE DE METRÔ

Como é a invasão Hackers holandeses criaram um aplicativo para Android que permite inserir créditos piratas em cartões de transporte baseados na tecnologia NFC (Near Field Communication). No Brasil, um jovem paulista diz ter desenvolvido um software para recarregar cartões do metrô de São Paulo – que nega a existência da fraude.

CARRO

Como é a invasão Um pesquisador da Universidade de Birmingham (Inglaterra) descobriu como clonar os códigos das chaves com transponder, as mais comuns em carros novos. Isso permite arrombar digitalmente a fechadura do veículo. O problema foi considerado tão grave que a Justiça inglesa proibiu a publicação da técnica.

VA SANITÁRIO
Como é a invasão As privadas da marca japonesa Laxil são cheias de recursos – têm até aplicativo para comandar o vaso via celular. Só que uma empresa de segurança descobriu que é possível hackear o sistema e dar descarga na privada do vizinho, abrir e fechar a tampa, ligar o jatinho de água e até descobrir se a vítima está comendo bastante fibra.

Foto: wikimediacommons.org

Continua após a publicidade
Publicidade