GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Jovem planeta Vênus

O Laboratório de Jatopropulsão dos Estados Unidos analisou várias fotos do planeta e concluiu que Vênus é mais jovem que a Terra.

A viva realidade de Vênus, revelada pelas telas de radar da nave Magalhães vem enchendo de admiração corações e mentes dos astrônomos. “Estamos vendo a Terra quando era jovem”, exclama o responsável pelo projeto, Stephen Saunders, do laboratório de Jatopropulsão dos Estados Unidos. Um exemplo é a imagem do vulcão Sapas e de suas encostas cobertas de lavas. Com 400 quilômetros de extensão na base e 1,5 quilômetros de altura, o Sapas situa-se no hemisfério sul, num vasto planalto venusiano de nome Alta Régio. Como é comum em vulcões muito ativos, ele não ejeta lava apenas através das duas bocas de 20 quilômetros de diâmetro no topo, mas também pelas encostas. Perto de sua base, vê-se uma cratera causada por meteorito, mas já quase entupida de lava. Trata-se de uma demonstração eloqüente de que o planeta vizinho não esta morto, do ponto de vista geológico, mas, literalmente, transborda de vida. Seus terrenos, em grande parte, têm apenas 400 milhões de anos, o que é muito pouco. Portanto, devem ter sido formados, muito recentemente, por sucessivos derrames de lava que cobriram as rochas mais antigas e estas, como na vizinha Terra, podem ter até 4 bilhões de anos.