Clique e assine a partir de 8,90/mês

Longe é um lugar que não existe

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h36 - Publicado em 30 set 1999, 22h00

Ninguém será acusado de espionagem se encomendar ao satélite Ikonos, posto em órbita por uma empresa privada americana, uma foto de qualquer ponto do planeta. Pode ser a imagem de lagos, praias, plantações, pontos turísticos e até da casa onde você nasceu – não importa onde –, com definição de até 1 metro de distância. Esse tipo de serviço já existia, mas só para uso de governos, a fim de controlar a ocupação de territórios. É a primeira vez que fotos de satélite com esse grau de aproximação serão vendidas a cidadãos comuns. Os xeretas, porém, podem tirar o cavalinho da chuva, pois o satélite não fotografa indivíduos. Não dá para bisbilhotar.

tecnologia@abril.com.br

O que você tem que saber

• Fotos de satélite Ikonos

• Preço: 30 a 300 dólares (cada foto)

• Pedido mínimo de 1 000 dólares

• Space Imaging: 1-800-232-9037

http://www.spaceimage.com

Continua após a publicidade
Publicidade