GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Na sintonia das Webradios

Hoje, pela linha telefônica, qualquer pessoa conectada à Internet escuta o que quiser de qualquer parte do mundo ¿ sem precisar fazer malabarismos nem decorar a antena com bombril.

Marcelo Negromonte

Havia um tempo em que, para ouvir rádio, era preciso esperar as válvulas do aparelho gigante esquentarem como um velho Chevette a álcool numa manhã de inverno. Hoje, pela linha telefônica, qualquer pessoa conectada à Internet escuta o que quiser de qualquer parte do mundo – sem precisar fazer malabarismos nem decorar a antena com bombril.

Aliás, chamar as transmissões de música e notícia pela Web de rádio não faz lá muito sentido. Transmissão (broadcast) virou quase sinônimo de streaming, uma tecnologia de envio de dados muito mais simples do que você imagina. Quando você se conecta a uma webradio, os dados da música que você vai escutar começam a ser armazenados no seu computador. À medida que mais informação vai chegando, a música começa a tocar, como a caixa d’água de sua casa mantendo o nível da água numa posição ideal para que não falte para o banho nem tampouco transborde – e entupa a memória do seu computador.

Simples assim, as webradios estão pipocando pela rede. Segundo levantamento da Real Networks, líder de 85% do mercado mundial de streaming, existem mais de 3 500 rádios online no mundo – quase 200 no Brasil. Dessas, cerca de 88% são versões para Internet de rádios convencionais (AM, FM, ondas curtas etc.). As demais existem apenas no espaço virtual.

Do techno que toca em Nova York às últimas notícias políticas do Leste europeu, passando pela radioescuta da polícia de Chicago, tudo está à sua disposição, gratuitamente. A maioria das estações de webradio precisam dos programas player da Real ou do Windows Media – melhor ter ambos instalados, já que você pode baixar os dois sem pagar nada no http://www.real.com e no http://www.windowsmedia.com.

Algumas empresas já inventaram novas tecnologias para que você possa ouvir suas emissoras favoritas mesmo quando estiver longe do PC. A Sonicbox (www.sonicbox.com), por exemplo, criou um controle remoto que permite que você ouça as webradios no seu aparelho de som a uma distância de até 300 m do PC e troque de estação como se estivesse sintonizando uma rádio FM. Logo mais, as rádios serão ouvidas em aparelhos sem fio, do celular (a empresa HitHive já lançou um programa que envia músicas para telefones móveis, mas a conexão não é das melhores) a um rádio de pilha digital conectado a satélite.

Agora é só sintonizar nas mais interessantes webradios da Internet.

Grooveradio

http://www.grooveradio.com

É, sem dúvida, a emissora de música eletrônica mais legal da Web. Os melhores DJs tocam sets exclusivos para a rádio, há uma loja onde se vende de tudo: de MP3 a VHS. O site ainda oferece áudio e vídeo que podem ser baixados e resenhas de discos. Acompanha biografias de artistas.

Radio Free Europe

http://www.rferl.org

A luta pelos direitos humanos nas regiões européias onde esses princípios não são respeitados é a missão da Radio Free Europe. A emissora transmite, em várias línguas, notícias de países com democracias capengas ou inexistentes, como Iugoslávia, Rússia e outros do Leste europeu.

Policescanner

http://www.policescanner.com

Interessado em saber o que se passa na rádio da polícia de Nova York? Ou o que se ouve e fala na torre de comando do aeroporto de Dallas? Este site do Yahoo! faz uma espécie de radioescuta desses serviços nos EUA, que pode ser bem divertido se houver algo acontecendo. É bom ficar de prontidão.

3wk

http://www.3wk.com

Música alternativa 24 horas no ar. A emissora de San Francisco, que tem status de cult, possui programação variada e ainda coloca as opiniões dos ouvintes no ar. Se você gosta de Sonic Youth, Guided by Voices, PJ Harvey ou Doves, esta é a sua rádio. Se nunca ouviu falar neles, eis a chance.

Music@l MPB

http://www.musicalmpb.com.br

No ano passado, a Musical FM, que transmitia apenas MPB em São Paulo, mudou de mãos e de programação – virou gospel. O público da emissora criou até uma ONG para protestar contra o fim da rádio. Este ano, ela voltou ao ar, apenas na versão Internet. A programação, claro, é exclusivamente de música brasileira, com Zé Ramalho, Roberto Carlos, Lenine, Caetano Veloso, Fagner e outros. O site conta ainda com entrevistas, notícias, letras de músicas e bate-papo.

Hober

http://www.hober.com

Hober é um cara que comanda esta rádio que toca exclusivamente música com instrumentos tocados manualmente “para levar calor humano ao mundo dos computadores”. A emissora foi feita apenas para dar prazer ao ouvinte. Ou seja, é indicada para ouvir enquanto trabalha-se ou navega-se na Web. E não tem comerciais, claro!

Live365

http://www.live365.com

O site se diz a “revolução do rádio”. É quase isso, é um universo paralelo de centenas de estações de todos os gêneros e tipos que já existiram. Até você pode ter sua própria emissora lá. Basta possuir arquivos de música em MP3, baixar o programa deles e transmitir o que quiser para todo o mundo ouvir.

mnegromonte@tempestade.com.br

Múltipla escolha

Alguns sites trazem dezenas de webradios classificadas de acordo com o gosto do cliente. É uma boa pedida para mergulhar no que há de interessante na rede. Eis aqui alguns portais essenciais:

http://www.realguide.com/stations

O guia da Real Networks.

http://www.windowsmedia.com/radio/pt_br/radio.asp

O guia do Windows Media.

http://www.voquette.com

Clique em “Music & Radio” e encontre dezenas de emissoras divididas em 12 grandes categorias.

http://www.netradio.com

São 120 canais de música e forte presença de e-commerce, em que os discos das músicas executadas podem ser comprados com um clique.

wmbr.mit.edu/stations/list.html

É o banco de rádios do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), Estados Unidos, um dos maiores da Internet, dividido por países.