Clique e assine a partir de 8,90/mês

Nasa testa propulsor do superfoguete que vai levar o homem a Marte

Agência espacial americana queimou centenas de toneladas de combustível e provocou uma explosão cuja fumaça pôde ser vista a quilômetros de distância.

Por Denis Russo Burgierman - Atualizado em 4 nov 2016, 19h15 - Publicado em 29 jun 2016, 19h00

Ontem, a Nasa testou o propulsor mais potente da história, que empurrará o superfoguete Space Launch System (SLS) na missão rumo a Marte, que está programada para acontecer em 2030. O teste, realizado no deserto de Utah, gerou uma explosão vulcânica, cuja fumaça pôde ser vista a vários quilômetros de distância. Veja o vídeo:

 

 

O próximo teste está agendado para 2018 e será mais desafiador: o SLS empurrará a nave Orion para fora da atmosfera, rumo à Lua, sem tripulantes.

O teste de ontem consumiu mais de 5 toneladas de combustível por segundo. Como ele durou dois minutos, foram quase 700 toneladas queimadas. A temperatura no meio do fogaréu deve ter passado dos 2 mil graus Celsius – “deve” porque ninguém é louco de ir lá medir. A energia desperdiçada ontem seria suficiente para abastecer uma casa durante 250 anos – ou uma cidade inteira de 400 mil habitantes por um dia inteiro. E eu aqui vindo trabalhar de bicicleta para economizar gasolina.

Continua após a publicidade
Publicidade