GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O chip que diagnostica aids em 15 minutos

Ele dispensa laboratórios de análise e médicos. Chega aos rincões mais distantes do planeta e custa apenas US$ 1

Um aparelho portátil que promete detectar o vírus HIV em cerca de 15 minutos. Essa é a proposta do mChip, nome mais amigável para o termo técnico chip móvel microfluídico. O “chip-laboratório”, como vem sendo chamado, é uma alternativa prática na hora de realizar testes para doenças sexualmente transmissíveis, como aids e sífilis, nas regiões mais remotas do globo, que muitas vezes também são as que mais sofrem com o problema, como a África subsaariana. Para analisar o sangue de tribos isoladas, por exemplo, normalmente as amostras são enviadas a laboratórios distantes. Ou seja, os resultados podem demorar semanas. Com o mChip, basta uma espetada e uma gota de sangue para o teste sair em minutos, dizendo na hora se a pessoa está saudável ou não. O chip custa US$ 1 e já é testado em Ruanda, país onde a incidência de aids chegou a beirar 18% da população urbana, segundo a organização USAid. Além disso, uma versão para câncer de próstata já foi aprovada para uso na Europa. O projeto foi desenvolvido pela universidade Columbia, dos Estados Unidos, em parceria com a empresa Claros Diagnostics. “Qualquer um pode usar”, diz Vincent Linder, coinventor da tecnologia.
clarosdx.com