GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O primeiro passo para chegar ao céu

No dia 4 de outubro de 1957, há exatamente quarenta anos, o foguete russo SS-6 venceu a gravidade pela primeira vez, levando a bordo o pai de todos os satélites e naves espaciais: o Sputnik 1. Essa pequena esfera de ferro, só com um rádio dentro, deu início à maior aventura da história da humanidade: a conquista do espaço. Voou entre 228 e 947 quilômetros de altitude, completando uma volta à Terra a cada 98 minutos e 36 segundos. Aos poucos, o atrito com as camadas mais altas da atmosfera reduziu sua velocidade e forçou a volta ao solo. Ele caiu no dia 4 de janeiro de 1958.

Os números da conquista

Veja alguns recordes desde a década de 50, até o dia 1º de julho deste ano.

Desde Yuri Gagárin, em 1961, já subiram ao espaço 358 cidadãos de 26 nações diferentes.

O total do tempo que os astronautas ficaram em órbita dá cinqüenta anos e seis meses. Sø os russos somam 34 anos.

O americano Story Musgrave passou mais tempo fora da nave: 26 horas reparando o Telescópio Hubble, em 1994.

Quem ficou mais tempo em órbita até hoje foi o russo Valery Polyakov, este ano: foram 678 dias e 16 horas.

O segundo maior tempo no céu coube a uma mulher, a americana Shannon Lucid: 223 dias e 2 horas.