Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

O que é energia escura?

Tipo misterioso de energia pode corresponder a nada menos que 73% de tudo o que existe no Universo.

Por Da Redação Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 31 out 2016, 18h38 - Publicado em 31 ago 2003, 22h00

Reinaldo José Lopes

A maior parte dos modelos que tentam explicar a origem e a evolução do universo hoje parecem concordar que a energia escura é o principal componente da somatória da matéria e energia do cosmo, os tais 73% da conta universal que faltavam. Daí a saber exatamente o que é essa força, no entanto, vai uma grande distância.

A existência dessa energia misteriosa ganhou status mais ou menos seguro em 1999, quando observações de galáxias confirmaram que o universo não apenas está se expandindo, como aparentemente o faz desde o Big Bang, mas também está acelerando sua expansão – “em um ritmo praticamente constante”, diz o físico Paul Steinhardt, da Universidade de Princeton, nos Estados Unidos.

“Ela pode ser considerada tanto como um novo aspecto da gravitação, uma gravidade repulsiva, quanto um novo tipo de matéria-energia. Ainda é cedo para uma decisão”, afirma Laerte Sodré Júnior. “O efeito dela não é uma nova força. É apenas gravidade”, diz Steinhardt. De qualquer maneira, alguma característica especial da energia escura faz com que ela vire o papel típico da gravidade (fazer com que as coisas atraiam umas às outras) de ponta-cabeça, de forma que ela se manifeste inesperadamente como repulsão – o que propele a expansão do universo, lançando as grandes estruturas, como galáxias e aglomerados de galáxias, umas para longe das outras.

A possibilidade de que a gravidade se comportasse desse jeito maluco já tinha sido prevista em trabalhos de Albert Einstein de 1917. Como o célebre físico alemão acreditava que o universo tinha de ser finito e estático, ele criou a chamada constante cosmológica, uma força que contrabalançava a gravidade e impedia que planetas, estrelas e galáxias grudassem uns nos outros.

Continua após a publicidade

Hoje, no entanto, muitos pesquisadores acreditam que a energia escura não deve ter agido durante toda a história do nosso cosmo, já que ela teria impedido a formação de estruturas aglomeradas e complexas no passado remoto.

Falta, é claro, provar essa teoria. Se for descoberto que a ação da energia escura muda ao longo do tempo, pode ser que ela não conduza o universo a uma expansão sem fim.

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.