Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Pequeno elétrico

A montadora francesa Renault, em conjunto com a Matra, fabricante de satélites e armamentos, desenvolveu o mais revolucionário carro urbano já apresentado ao grande público.

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h49 - Publicado em 30 set 1992, 22h00

A montadora francesa Renault, em conjunto com a Matra, fabricante de satélites e armamentos, lançou no salão do automóvel de Paris o mais revolucionário carro urbano já apresentado ao grande público. O Zoom, como á foi batizado, estará disponível ao mercado em 1995 e retende solucionar os três grandes problemas da circulação citadina: tamanho, ecologia e segurança. Suas dimensões não passam de 1,52 metros de largura e 2,65 metros de comprimento, que podem passar a 2,10 metros quando estacionado, pois seus pára-choques móveis encolhem a parte traseira. Movido a eletricidade, o Zoom tem uma autonomia de 150 quilômetros e leva 8 horas para ser recarregado em casa, ou apenas uma hora numa estação de carga rápida que pode abastecer ate 80% de sua capacidade.

Pelos cálculos da montadora, uma frota de 2 milhões de automóveis, percorrendo 40 quilômetros por dia, consumirá no máximo 2% da produção elétrica francesa. Noventa por cento do material utilizado para sua construção é reciclável e a carroceria não é pintada, e sim feita de massa colorida, como as massinhas infantis. A vantagem é que, se riscada ou arranhada, a superfície volta ao estado inicial com um polimento – os solventes de pintura, conhecidos por sua toxidade são assim eliminados. Outra novidade é o largo friso lateral, concebido em “pele” autocicatrizante, que se reconstitui automaticamente por reagrupamento molecular. O air bag no volante, freios ABS e outros equipamentos de segurança, normalmente acoplados em carros de luxo, também equiparão o Zoom. A Renault só não divulgou ainda o preço de tanta tecnologia.

Publicidade