GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Por que não existe lista telefônica de celulares?

Portanto, todos os 108,5 milhões de usuários de celular precisariam ser consultados para autorizar ou não a inclusão de seu nome na tal lista.

Rafael Tonon

A justificativa oficial recai sobre a lei. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) considera a telefonia móvel um serviço essencialmente individual e pessoal. Portanto, todos os 108,5 milhões de usuários de celular precisariam ser consultados para autorizar ou não a inclusão de seu nome na tal lista. Nada do outro mundo, já que a compra de um telefone exige o preenchimento de um cadastro.

Acontece que a divulgação dos números não interessa nem às operadoras nem a uma boa parcela dos donos de aparelhos. Para os usuários, a lista telefônica deixou de ser um instrumento essencial na localização de pessoas e serviços – a internet oferece buscadores e comunidades que cumprem essa função. E as operadoras enfureceriam os usuários ao publicar o catálogo. Isso porque é o cliente quem paga a tarifa interurbana quando leva o celular para viajar – quem liga, afinal, não tem a obrigação de saber das viagens alheias. É ok pagar roaming quando um amigo ou parente telefona… mas imagine se todos os operadores de telemarketing de São Paulo ligassem para o seu celular mineiro durante as suas férias no Ceará.