GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Prisma, o novo app queridinho das redes sociais, veio da Rússia

O aplicativo já está entre os mais baixados em mais de 70 países.

É bem provável que recentemente você tenha esbarrado com alguma foto que parece uma ilustração (ou uma ilustração parece uma foto; fica ao seu critério). As imagens com essa temática estão se multiplicando pelas redes recentemente – e não à toa. O responsável por essa onda é o Prisma, o novo aplicativo de edição de fotos que se tornou o queridinho da web. A proposta é simples: com alguns toques na tela, você transforma uma fotografia em um desenho. É fácil perceber algumas coisas: o aplicativo está se popularizando rápido, ele cumpre sua função, e não há muitas críticas em relação ao processo de criação da imagem. O que talvez não seja tão óbvio assim é a origem do app: Prisma não saiu de uma garagem do Vale do Silício, ele vem da Rússia.

A empresa por trás do Prisma é uma start up com nome não muito inusitado, a Prisma Labs Inc, mas ela está longe de estar sozinha. Duas gigantes russas da tecnologia estão apoiando o projeto: a Gargarin Capital (empresa focada em apoiar novos projetos) e a Mail.Ru (companhia de internet local). E esses dois grupos sabiam exatamente o que estavam fazendo; eles também estão por trás do desenvolvimento do app bielorrusso MSQRD – aplicativo de filtros sobre vídeos, semelhantes ao do Snapchat – que foi comprado pelo Facebook em março.

LEIA: Este clone do Snapchat virou febre na China

Aos que acham que esse é o limite para uma empresa russa, é bom avisar: esse parece ser só o começo. O Prisma é um fenômeno global. De acordo com seus desenvolvedores, o app já foi baixado mais de 16 milhões de vezes – e isso só tende a aumentar: o aplicativo estava sendo exclusivo para iPhones e só chegou aos smartphones Android neste domingo, 24 – plataforma essa que acumulou dois milhões de downloads nas primeiras 24 horas. O sucesso fez com que a novidade figurasse no top 10 na AppStore de 77 países.  

Os russos não estão nem um pouco interessados em parar por aí. A start up já divulgou que está trabalhando em uma versão do software que transforme em desenhos não só suas fotos, mas também seus vídeos. Mais para frente ainda, o plano é que o aplicativo funcione em óculo de realidade virtual. Tudo ainda está no campo do protótipo, mas já dá para ter uma ideia de como o resultado final vai ficar. A empresa divulgou um pequeno vídeo feito por um usuário que tirou centenas de fotos com o app, para transformá-lo em uma animação. O resultado é bem promissor.

 

 

Se depender do Prisma, os laços Rússia-EUA só crescerão. De acordo com a empresa de pesquisa focada em aplicativos, App Annie, o co-fundador da novidade russa foi ao Vale do Silício para divulgar sua criação. Durante a viagem, ele chegou até a dar uma passada na sede do Facebook. O que vai sair disso ninguém sabe – quer dizer, talvez Putin e a NSA já tenham alguma ideia sim.