GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Private Eye: imagens para um olho só

Depois da invenção do videocassete e do vídeo Walkman deverá ser lançado, no mercado americano o Private Eye, parecido com um par de óculos ajustado à cabeça como um fone de ouvido, onde o usuário poderá ver a programação e ainda observar o que acontece ao seu redor.

Desde que inventaram o videocassete, o cinema mudou-se para a casa dos espectadores. No ano passado, com o lançamento do vídeo Walkman, tornou-se possível assistir a filmes numa telinha do tamanho de um maço de cigarros, até andando pela rua. O terceiro episódio da série cinema em miniaturas portáteis promete ser o Private Eye, projetado por uma companhia americana. Parecido com um par de óculos, o Private Eye se ajusta à cabeça como um fone de ouvidos. Em frente a um dos olhos fica a pequena tela.

As imagens, por enquanto só em preto e vermelho, parecem flutuar alguns centímetros adiante do espectador, não na telinha, pois o outro olho continua enxergando o ambiente ao redor. Embora os inventores não revelem como o aparelho funciona, deduz-se que seja semelhante a um televisor, em que o canhão de elétrons e a tela fluorescente foram substituídos por diodos emissores de luz (LEDs) e espelhos. A companhia pretende fazer do Private Eye uma ferramente de trabalho, seja como monitor para minúsculos computadores, seja como telefax portátil sem papel.. Mas a longo prazo é bem provável que a imagem para um oho só sirva ao lazer, levando a televisão e o cinema a lugares antes inimagináveis.