GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Raio laser põe molécula a nu

Cientistas da IBM americana conseguiram desvendar a individualidade das moléculas através de um feixe de laser.

Depois de fotografar um único átomo, os físicos podem agora desvendar a individualidade das moléculas. Pelo menos, é o que pensam ter feito os especialistas da empresa IBM, na Califórnia, Estados Unidos. Por meio de um feixe de laser extremamente preciso, eles iluminaram um cristal para energizar suas moléculas. Em seguida, ao analisar a luz reemitida pelo cristal, constataram que ela não se distribuía por igual no espaço: provinha de apenas alguns pontos, na superfície da peça. Concluíram tratar-se de moléculas individuais livrando-se do excesso de energia. Moléculas são feitas de átomos e, em princípio, são maiores que estes.

No entanto, os instrumentos capazes de visualizar os átomos – explorando suas forças elétricas – foram inventadas em primeiro lugar. É possível que o laser cubra a lacuna existente no caso das moléculas.