GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Realidade virtual: sensações além da imaginação

Os novos aparelhos de realidade virtural vão fazer o usuário sentir a forma dos objetos.

Que tal vestir um macacão que vai fazer o seu corpo inteiro, a partir do dedo mínimo do pé, entrar na realidade virtual? Parece coisa tirada de O Passageiro do Futuro. Mas estava lá, num dos pavilhões do McCormick Place. A empresa VRex trouxe um sistema composto de capacete, luva e botas que, no futuro, será complementado por roupas. Esse traje não só capta os movimentos do usuário e os transmite para o computador como também faz o inverso. Coleta informações de objetos imaginários, como lápis e copos virtuais, e faz com que micromotores nas luvas pressionem a mão do usuário para que ele os sinta pelo tato. Mas a novidade ainda não está à venda.

Enquanto a indumentária de gala não vem, a indústria já está colocando no mercado equipamentos bem mais em conta. Por 350 dólares, pode-se comprar um óculos chamado FV-Glasses que, com fone de ouvido acoplado e ligado a um micro, faz você entrar em mundos fictícios e virar, por exemplo, um policial à caça de bandidos em Chicago. Também vem aí a tela de cinema virtual, o Glasstron, da Sony. É um óculos 3D ligado a qualquer videocassete. A transparência das lentes pode ser regulada para que o usuário tenha a impressão de estar totalmente no escuro ou ver a tela se sobrepondo ao mundo real. A sensação é tão perfeita que só falta o programa incluir uma namorada para as matinês.

Preço do FV-Glasses: 350 dólares

TeleVideo: 408 954 8333

Preço do Glasstron: 1 050 dólares

Sony: 011 826 4633