Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Tech: os 4 gadgets mais interessantes de janeiro

A luminária que mata coronavírus, um power bank com gerador interno, a fechadura eletrônica alimentada pelo ar - e o notebook preferido do Edward Snowden

Por Bruno Garattoni Atualizado em 14 jan 2021, 15h13 - Publicado em 14 jan 2021, 15h08

Luz anti-coronavírus

A luminária Philips UV-C (R$ 1.299) usa luz ultravioleta para desinfectar ambientes de até 28 metros quadrados, matando 99% dos vírus e bactérias. Basta apertar um botão, sair do recinto e aguardar o processo de esterilização, que leva 15 a 45 minutos. O gadget desliga automaticamente se detectar movimento no ambiente (pois a luz UV-C pode causar danos aos olhos e à pele).

Modo manual, que movimenta um dínamo interno para gerar eletricidade.
Unibank/Divulgação

Carregador de mão

O Unibank (US$ 120) é um power bank portátil com bateria de 5.000 mAh, suficiente para recarregar um smartphone duas vezes. Nada demais, certo? Mas ele tem um truque interessante: seu modo manual, que movimenta um dínamo interno para gerar eletricidade. 90 segundos puxando a cordinha do aparelho produzem energia suficiente para alimentar um celular por até 25 minutos.

Fechadura eletrônica recarregada por um transmissor sem fio.
Alfred/Divulgação

Digital, mas sem pilha

As fechaduras eletrônicas são práticas (dispensam chaves e podem ser controladas pela internet), mas têm um problemão. Se a pilha acabar, você fica preso do lado de fora. A Aflred ML2 (US$ 230) é diferente: ela é recarregada por um transmissor sem fio, que é instalado dentro de casa e envia eletricidade pelo ar, usando a tecnologia Wi-Charge, para a fechadura.

O notebook do Edward Snowden
Librem/Divulgação

O notebook do Edward Snowden

Ele se chama Librem, custa US$ 1.600 e tem tela de 15”, sistema Linux e uma versão modificada do chip Core i7 – sem os recursos de monitoramento criados pela Intel. A webcam, o microfone e as antenas Wi-Fi e Bluetooth têm botões liga-desliga que os desconectam fisicamente da placa-mãe. Tudo para garantir que o notebook não está espionando você. É a máquina preferida do ex-analista Snowden, que revelou segredos dos EUA e hoje vive escondido na Rússia.

Continua após a publicidade
Publicidade