GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Um raio de luz no computador

Pesquisadores da multinacional americana AT&T criaram um novo tipo de interruptor, onde os elétrons de um fio podem ser bloqueados ou dirigidos para vários outros fios, dando mais agilidade aos computadores.

Os computadores seriam muito mais ágeis se a eletricidade em seus circuitos fluísse como a luz no interior de um prisma. Partindo dessa premissa, pesquisadores da multinacional americana AT&T criaram um novo tipo de interruptor que não se limita ou a bloquear ou a abrir caminho a uma corrente elétrica. Em vez disso, os elétrons de um fio podem ser bloqueados ou dirigidos para vários outros fios, dependendo da voltagem que os empurra. É como um raio de luz que entra em um prisma. Cada uma das cores que formam o raio é desviada em uma direção, fazendo surgir um arco-íris.

Como a cor representa energia, ela pode ser comparada à voltagem dos elétrons. A diferença é que, no computador, pó desvio é causado por forças magnéticas. Para que o novo sistema funcione, a pureza dos novos circuitos é essencial, pois os elétrons precisam viajar livremente no seu interior. Até agora, a distância máxima percorrida era de 50 bilionésimos de metro, mas avanços tecnológicos na construção do chip ampliaram-na para 50 milionésimos de metro. Ou seja, uma distância mil vezes maior.