Clique e Assine por apenas 8,90/mês

Dá pra visitar o reator de Chernobyl?

A radiação do local da tragédia é 40 mil vezes maior do que os níveis considerados normais

Por Maria Clara Rossini - 21 out 2019, 15h57

Quem nunca quis visitar o cenário da sua série favorita? Esse momento chegou para os fãs de Chernobyl, a premiada série da HBO. A sala de controle do reator 4, onde ocorreu a tragédia, agora está aberta para turistas. Só tem um problema: estamos falando da sala real, e não do set de Hollywood.

O acidente da usina de Chernobyl, em 1986, é considerado o maior desastre nuclear da história. A radiação liberada no momento da explosão era capaz de matar uma pessoa em menos de um minuto.

Mais de 30 anos depois, os riscos já diminuíram bastante, mas a sala de controle ainda é 40 mil vezes mais perigosa que o normal.

Publicidade