Blogs

Dia Mundial do Meio Ambiente

Redação Planeta Sustentável 5 de junho de 2008

Hoje é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente! Para celebrar a data – e a semana -, fizemos um especial que reúne os principais artigos, entrevistas, reportagens, posts e infográficos que foram publicados no Planeta Sustentável. Além disso, fizemos uma retrospectiva sobre a gestão da ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, e sua luta para conseguir pôr em prática seus projetos, e apuramos a repercussão internacional de sua saída do cargo.

O Dia foi criado pela ONU, em 1972, durante a Conferência de Estocolmo para o Ambiente Humano como forma de conscientizar o mundo sobre as mazelas contra a natureza. Todos os anos, são eleitos um país sede e um tema para nortear as campanhas e ser palco das atividades. Neste ano, Nova Zelândia foi o escolhido – por ser considerado um dos primeiros países preocupados com um futuro neutro em carbono – para organizar atividades que contextualizem o slogan “Kick the Habit! Towards a Low Carbon Economy” (“Chute o hábito! Por uma economia com baixo carbono”, em tradução livre”).

Por mais que as principais atrações aconteçam na Nova Zelândia, veja as principais atividades que acontecerão por aqui.

E parece que a criação da data surgiu efeito. A mídia, hoje, se mobilizou para noticiar informações e fazer especiais sobre a data e a situação do meio ambiente no mundo.

O jornal gratuito Metro, por exemplo, fez uma edição literalmente verde, em que as páginas ganharam um fundo claro da cor. Entre os temas principais das reportagens, está a construção por parte do governo federal de mais usinas nucleares no nordeste e sul do país.

O tradicional O Estado de S. Paulo dedicou um especial inteiro apenas para o tema. Logo ao entrar no portal, o leitor encontra uma calculadora automática que estima quantas toneladas de CO2 foram emitidas desde quando ele entrou na página e quantas árvores são necessárias para neutralizar essas emissões.

Embora em seu site não tenha nada proclamando o Dia, a capa da edição de junho da revista de tecnologia Wired anuncia: “Atenção ambientalistas: continuem com o seus SUVs. Esqueçam os orgânicos. Apóiem a energia nuclear. Danem-se as corujas. Se você acredita no aquecimento global, apenas uma coisa importa: neutralizar o carbono. Isso significa encontrar algumas verdades inconvenientes”.

Valem a leitura.

Comentários

thamiris disse:

VAMOS CUIDAR DA NATUREZA ELA E MUITOOO IMPORTANTEEE NA NOSSA VIDA.

valmira santana costa(eliete) disse:

o meio ambiente é uma coisa que devemos agradecer tambem somos seres vivos como a natureza dependemos dela e depende de nos

barbara bianca felipe disse:

O nosso planeta é muito pois sem ele não estaremos vivos e com saúde,pois as árvores é uma delas.
O unico podemos defender e continuar cuidando do nosso planeta

CARLOS ANTONIO PEREIRA DE JESUS disse:

“É assustador perceber que não faremos nada a respeito da mudança climática até que a catástrofe já esteja sobre nós”

Somente para os quem fazem interpretação de texto.

CARLOS ANTONIO

CARLOS ANTONIO PEREIRA DE JESUS disse:

Tirei matéria sobre o AQUECIMENO GLOBAL do JORNAL NEW YORK TIMES DO DIA 05/04. pois faço parte de um dos pesquisadores citado pelo colunista, juntamente com alguns alertas dos cientistas da NASA
05/04/2011 – 02h11

A verdade da mudança climática ainda é inconveniente
Paul Krugman

“É assustador perceber que não faremos nada a respeito da mudança climática até que a catástrofe já esteja sobre nós”

A piada começa assim: um economista, um advogado e um professor de marketing entram em uma sala. Qual é o desfecho da piada? Eles eram três dos cinco “especialistas” convocados pelos republicanos para testemunharem em uma audiência sobre ciência climática no Congresso, na semana passada.

Mas os republicanos é que no final viraram objeto de ridículo, quando um dos dois cientistas de fato que convidaram para testemunhar saiu do roteiro.

O professor Richard Muller, um físico de Berkeley que entrou no jogo dos céticos climáticos, tem liderado o projeto Temperatura da Superfície da Terra de Berkeley, um esforço parcialmente financiando pela fundação Koch. E os negadores da mudança climática –que alegam que os pesquisadores da Nasa e de outros grupos que analisam as tendências climáticas estão distorcendo os dados– esperavam que o projeto de Berkeley concluiria que o aquecimento global é um mito.

Em vez disso, Muller relatou que os resultados preliminares do grupo apontam que a tendência de aquecimento global está “muito semelhante à relatada por outros grupos”.

A resposta dos negadores foi tanto previsível quanto reveladora; mais sobre isso em breve. Mas primeiro, vamos falar um pouco mais sobre a lista de testemunhas, que levantaram a mesma pergunta que eu e outros temos feito sobre várias audiências realizadas desde que o Partido Republicano retomou o controle da Câmara: onde eles encontram essas pessoas?

Minha favorita ainda é a primeira audiência de Ron Paul sobre política monetária, na qual a principal testemunha era alguém mais conhecido por escrever um livro condenando Abraham Lincoln como sendo um “tirano horrível” –e por defender um novo movimento de secessão, como resposta apropriada ao “novo Estado ‘fascista’ americano”.

Os não-cientistas da audiência da semana passada não eram do mesmo calibre, mas o depoimento preparado por eles ainda assim continha alguns momentos memoráveis. Uma foi a declaração do advogado de que a Agência de Proteção Ambiental não pode declarar as emissões de gases do efeito estufa como sendo uma ameaça à saúde, porque essas emissões estão em ascensão por um século, mas a saúde pública melhorou no mesmo período. Eu não estou inventando isso.

Ah, e o professor de marketing, ao fornecer uma lista de casos anteriores de “comparações ao alarme em torno do perigoso aquecimento global causado pelo homem” –presumivelmente visando mostrar por que devemos ignorar aqueles que se preocupam– incluía problemas como a chuva ácida e o buraco na camada de ozônio, que foram contidos precisamente graças à regulamentação ambiental.

Mas de volta a Miller. Suas credenciais de cético climático são fortes: ele condenou tanto Al Gore quanto meu colega Tom Friedman como “exageradores” e participou de vários ataques contra a pesquisa climática, incluindo à caça às bruxas em torno dos e-mails inócuos de pesquisadores climáticos britânicos. Sem causar surpresa, os negadores da mudança climática nutriam grandes esperanças de que seu novo projeto apoiaria seu argumento.

É possível imaginar o que aconteceu quando essas esperanças foram arruinadas.

Há poucas semanas, Anthony Watts, que dirige um site proeminente de negadores de mudança climática, elogiou o projeto de Berkeley e se declarou piamente “preparado para aceitar qualquer resultado que vier a produzir, mesmo que prove que minha premissa está errada”. Mas assim que soube que Muller apresentaria esses resultados preliminares, Watts desdenhou a audiência como “teatro político científico normal”. E um dos colaboradores frequentes de seu site desdenhou Miller como sendo “um homem movido por uma agenda muito séria”.

É claro, são os negadores da mudança climática que têm uma agenda, e ninguém que tem acompanhado esta discussão acreditou por um só momento que eles aceitariam um resultado confirmando o aquecimento global. Mas vale a pena recuar por um momento e pensar não apenas a respeito da ciência aqui, mas da moralidade.

Por anos, um grande número de cientistas proeminentes está alertando, com urgência cada vez maior, que se mantivermos os negócios como de costume, os resultados serão muito ruins, talvez catastróficos. Eles podem estar errados. Mas para afirmar que estão de fato errados, você teria a responsabilidade moral de abordar o assunto com extrema seriedade e mente aberta. Afinal, se os cientistas estiverem certos, você provocará um dano imenso.

Mas em vez de extrema seriedade, nós tivemos uma farsa: uma audiência supostamente crucial repleta de pessoas que não tinham nenhum sentido de estarem lá, e o ostracismo instantâneo para o cético da mudança climática que estava realmente disposto a mudar de ideia diante da evidência. Como eu disse, nenhuma surpresa: como Upton Sinclair apontou há muito tempo, é difícil fazer um homem entender algo quando seu salário depende de não entender.

Mas é assustador perceber que esse tipo de carreirismo cínico –pois é o que é– provavelmente tenha assegurado que não faremos nada a respeito da mudança climática até que a catástrofe já esteja sobre nós.

Pensando bem, eu estava errado quando disse que o Partido Republicano era o objeto de ridículo.

“Na verdade, o objeto de ridículo é a raça humana”.

Paul Krugman
Paul Krugman

Professor de Princeton e colunista do New York Times desde 1999, Krugman venceu o prêmio Nobel de economia em 2008

CARLOS ANTONIO

CARLOS ANTONIO PEREIRA DE JESUS disse:

Japanese, has eyed small … but … see far.
If more, more, more Japanese writing here in the comment … I promise to write part of my study here.
Even though this moderator stupid, do not want

CARLOS ANTONIO

Myra disse:

I like the helpful info you provide in your articles. I’ll bookmark your weblog and check again here frequently. I am quite sure I’ll learn lots of new stuff right here! Best of luck for the next!

Imogen disse:

think this is among the most significant info for me. And i am glad reading your article. But should remark on few general things, The site style is wonderful, the articles is really great : D. Good job, cheers

Shelia disse:

Pretty nice post. I just stumbled upon your blog and wished to say that I have truly enjoyed browsing your blog posts. In any case I’ll be subscribing to your rss feed and I hope you write again very soon!

Imogen disse:

But a smiling visitor here to share the love (:, btw great pattern .

Dreamin. I love blogging. You all express your feelings the right way, because they are your feeling, focus on your blog it is great.

CARLOS ANTONIO PEREIRA DE JESUS disse:

Monica, você tem um sorriso lindo.
1 – AQUECIMENTO GLOBAL
a – Poluição Gases poluidores, incluso o CO2 – Fazem mal a saúde.
b – ENERGIAS PRODUZIDAS POR NÓS, ESSA É QUE AQUECE.
2 – ASTEROIDE COM TODOS OS CÁLCULOS PARA 19/08/2066.
3 – HISTORICO mensagens contidas:
Nas piramides do EGITO – GISé – STONEHENGE – TABLITA ASSIRIA – NEBRA – ILHA DE PASCOA…
Abr,
CARLOS ANTONIO

CARLOS ANTONIO PEREIRA DE JESUS disse:

A IMPRECISÃO DE DADOS, DO IPCC

O QUE PROVOCA AQUECIMENTO GLOBAL SÃO AS ENERGIAS QUE ESTAMOS GERANDO NO PLANETA TERRA E NÃO PROPRIAMENTE AO GÁS CARBONO.
É ISTO QUE DISCUTO NÃO É A FLORESTA PROPRIAMENTE, É COMO O IPCC ERROU E ERRA NA FÓRMULA DE ANÁLISE DO AQUECIMENTO GLOBAL.
NÃO ESTÁ SOMENTE O CO2 AQUECENDO, MAS SIM TODOS OS GASES QUE COMPOEM A ATMOSFERA TERRETRE.

Olá, tudo bem? Parabéns pelo blog! Nós identificamos a ótima iniciativa on-line de vocês e pensamos em compartilhar nossa nova série de animação que fala sobre assuntos que são de nosso interesse, dos seus leitores e deveriam ser de toda a sociedade: consumo consciente e sustentabilidade. A série de 10 episódios é “Consciente Coletivo” e estreou dia 8 de setembro. Os 5 primeiros programas estão disponíveis no nosso site (www.futura.org.br/conscientecoletivo). Também preparamos alguns conteúdos extras como papéis de parede pro computador, avatares, assinaturas de email e twibbon para quem quiser mergulhar na campanha. Confiram lá e fiquem à vontade para divulgar. A ideia é formar um grande “consciente coletivo” pelo meio ambiente na internet!
Grande abraço! Leonardo Machado, Coordenador de Novas Mídias do Canal Futura

[...] This post was mentioned on Twitter by vania cristina, Cobra D'Agua. Cobra D'Agua said: Hoje comemoramos o Dia Mundial do Meio Ambiente e da Ecologia. Quer saber mais, participar? http://migre.me/LWWU #in [...]

CARLOS ANTONIO PEREIRA DE JESUS disse:

NASA divulga estudo negando previsões do IPCC sobre a Amazônia
[“A Floresta Amazônica] não sofreu prejuízo ou benefício, contrariamente ao relatório e alegações feitas pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC),” dizem os cientistas em nota divulgada nesta quinta-feira (11/03).
O estudo abrangente, publicado na última edição da revista científica Geophysical Research Letters, usou os dados mais recentes do satélite MODIS, da NASA, para medir a intensidade do verde da Floresta Amazônica ao longo da última década.
Críticas ao IPCC
O IPCC está sob severas críticas por imprecisões em seus dados, incluindo uma afirmação – baseada em um estudo sem bases científicas feito pela organização World Wildlife Fund – de que até 40% da Floresta Amazônica poderia reagir de forma drástica e ser substituída por savanas até mesmo por uma ligeira diminuição nas chuvas.
“Nossos resultados certamente não indicam essa extrema sensibilidade a reduções nas chuvas,” completa Sangram Ganguly, de um instituto de pesquisas ambientais ligado ao Centro de Pesquisas Ames, da NASA.
Em reação às críticas, a ONU anunciou há poucos dias uma revisão das normas de revisão científica do IPCC, que deverá estar concluída até Agosto.

CARLOS ANTONIO

CARLOS ANTONIO PEREIRA DE JESUS disse:

É muito bonito a intenção do comentário anterior”temos que cuidar” como uma formiguinha querendo consertar o formigueiro todo, sendo que os formadores de opinião,não entendem, e os orgãos, no caso IPCC, que deveria fornecer elementos corretos, não o faz.E tem muitos dos seus integrandes que devido aos interesses financeiros e de grupos interessados, ou por não saber o fato cientificamente que realmmente altera o clima ou mesmo para desfilar as suas vaidades, omitem, a verdade.
A real causa do aquecimento é outra.
Muitos dos “cientistas”do IPCC, terão ainda que sair do orgão,muitos governos principamente do primeiro muindo terão que rever suas metas e muitos grupos econômicos terão que alterar seus objetivos.
Abraço
CARLOS ANTONIO

temos que cuidar disse:

o nosso planeta eh mto importante para todos entao vamos colaborar e procurar cuidar mais do nosso planeta . para isso temos que: jogar o lixo no lixo , reciclar ,nao jogar oleo na pia ,etc vamos todos colaborar para nosso planeta ser rico de vida

temos que cuidar disse:

o nosso planeta eh mto importante para todos entao vamos colaborar e procurar cuidar mais do nosso planeta . para isso temos que: jogar o lixo no lixo , reciclar ,nao jogar oleo na pia ,etc vamos todos colaborar para nosso planeta ser rico de vida

Page 2 of 2«12

Deixe um comentário