Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Bruno Garattoni Por Bruno Garattoni Vencedor de 12 prêmios de Jornalismo. Editor da SUPER.

Microsoft lança controle de Xbox para portadores de deficiência

Por Bruno Garattoni Atualizado em 20 abr 2021, 12h26 - Publicado em 20 abr 2021, 11h54

Aparelho, que irá custar R$ 999, tem botões grandes e comandos configuráveis; uso requer dispositivos adicionais, vendidos à parte 

O Controle Adaptável, que foi desenvolvido para permitir que portadores de deficiências físicas possam jogar, é compatível com Xbox One, Xbox Series X/S e Windows 10. Ele foi lançado em 2018 nos EUA, onde é vendido por US$ 99. No Brasil, vai custar R$ 999; segundo a Microsoft, esse é o preço de custo (a empresa afirma que não terá lucro sobre o aparelho).

O dispositivo tem uma cruz direcional e os botões Start/Pausa, View e Xbox, todos um pouco maiores do que no controle tradicional. Além disso, tem dois botões bem grandes e fáceis de acionar e uma série de entradas na parte de trás – que permitem conectar mais botões, pedais e alavancas analógicas. Essas peças, vendidas separadamente, são necessárias para que o controle consiga reproduzir as funções do joystick comum (veja exemplos na foto abaixo).

foto
Microsoft/Divulgação

Ou seja: o Controle Adaptável não é uma solução completa, mas um hub. O preço dos botões, pedais e alavancas complementares, que serão comercializados por outras empresas, como a Logitech, não foi divulgado. A ong AbleGamers Brasil, parceira da Microsoft, fornecerá orientações sobre a seleção e configuração desses dispositivos. 

O aparelho é compatível com todos os jogos do Xbox, mas precisa ser configurado antes do uso. Esse processo é diferente conforme a limitação física ou motora de cada pessoa: os movimentos que ela é capaz de fazer é que irão determinar a combinação mais adequada de pedais, botões e sticks.

O console tem um aplicativo que auxilia no mapeamento dos botões e também possui o modo co-piloto, para que duas pessoas controlem um game ao mesmo tempo (nesse caso, o portador de deficiência pode jogar com a ajuda de uma segunda pessoa, munida de um joystick tradicional). 

Continua após a publicidade
Publicidade