GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Óculos holográficos da Microsoft serão lançados com 7 apps; veja quais

hololens2016Um ano depois de ser apresentado, em uma demonstração que encantou a crítica (e depois se revelou um pouco exagerada), o Microsoft HoloLens finalmente começará a ser vendido. A partir do dia 30 de março, será possível comprar uma versão beta do aparelho, destinada a desenvolvedores de software, por US$ 3.000. Ao confirmar a data, a Microsoft revelou algumas informações sobre o hardware dos óculos (que têm processador Intel, 2 GB de memória RAM, rodam Windows 10 e pesam 579g) e divulgou a lista de sete aplicativos que serão lançados junto com ele.

O primeiro se chama HoloStudio, e serve para criar objetos e cenários holográficos com o HoloLens. É uma ferramenta de desenvolvimento, que criadores de software poderão usar para gerar outros apps compatíveis com os óculos da Microsoft.

 

Os óculos também virão de fábrica com uma versão do Skype, cujo diferencial é o seguinte: além de ver a outra pessoa, você também pode interagir com hologramas sobrepostos às imagens de onde você está. A ideia é que, no futuro, o Skype “holográfico” seja usado por engenheiros e cirurgiões – e também em situações mais prosaicas, como quando você precisar de ajuda para consertar a pia do banheiro (veja exemplos no vídeo abaixo).

 

O terceiro app se chama HoloTour. Como seu nome sugere, ele traz passeios virtuais, em 360 graus, por lugares famosos (os dois primeiros são Roma e Machu Picchu). O HoloLens também virá com três games: Fragments, Young Conker e RoboRaid – uma demo deste último, em que o jogador luta contra objetos holográficos projetados na sala de casa, pode ser vista abaixo:

 

O último app se chama Actiongram, e segue mais ou menos a mesma linha do HoloStudio: é uma ferramenta para criar vídeos holográficos interativos.

 

Além dos apps, a Microsoft também apresentou o Clicker, um dispositivo com o qual é possível interagir com os hologramas projetados pelo HoloLens (selecionando itens exibidos e confirmando opções).  clicker

 

O sucesso ou fracasso do HoloLens dependerá inteiramente do uso que os desenvolvedores de software fizerem dele. Se os óculos começarem a ganhar apps interessantes e atraentes, poderão se tornar um produto comercial viável. Do contrário, repetirão o malsucedido caminho do Google Glass – que ficou dois anos disponível para desenvolvedores (e um ano à venda ao público em geral), mas acabou sendo descontinuado em 2015.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s