Clique e assine a partir de 8,90/mês
Ciência Maluca Por Blog As pesquisas mais importantes para você compreender a sua vida - e as mais inusitadas para você entender todo o resto. Por Tiago Jokura

Cães entendem as emoções humanas

Por Carol Castro - Atualizado em 21 dez 2016, 09h53 - Publicado em 13 jan 2016, 15h12

dog1

Pode chorar, pode sorrir, pode gritar. Seu cachorro vai entender seus sentimentos – e o do vizinho, que nem te conhece, também.

É o que mostra uma pesquisa realizada por britânicos e brasileiros. Eles tiraram fotos e gravaram as vozes e latidos de várias pessoas e cachorros. Cada voluntário fez poses com diferentes expressões faciais (raiva, felicidade, etc) e gravou sons positivos ou negativos (latidos ou gritos raivosos – ou animados).

Em seguida, os pesquisadores mostraram essas fotos, uma de cada vez, sempre acompanhada por uma das gravações de áudio, a 17 cachorros domésticos. Nenhum deles conhecia as pessoas ou cães fotografados.

Nem sempre a expressão de felicidade da imagem correspondia ao grito enraivecido do áudio. Mas quando as emoções do som e da foto coincidam, os cães passavam muito mais tempo encarando a imagem – mesmo se a mensagem fosse negativa.

Continua após a publicidade

Segundo a pesquisa, quanto mais tempo concentrados na imagem, maior a sensibilidade dos cães à mensagem. E isso demonstra que eles realmente entendem as emoções humanas e animais – pelo menos quando os estímulos visuais e sonoros fazem sentido. Não à toa, quando o rosto feliz surgia acompanhado por um som agressivo, eles logo perdiam o interesse. Sem entender a mensagem ambígua, deixavam de prestar atenção.

Outros estudos já haviam confirmado que os cães conseguem entender seus donos. Só não era certo ainda se a compreensão surgia por meio do aprendizado – se por passar a vida ao lado dos donos, aprenderam a decifrar pistas nos rostos daqueles humanos. Mas essa pesquisa foi diferente: os cães não foram treinados para entender os estímulos e não conheciam os voluntários das fotos. E ainda exigiu dos cães decifrar e conectar dois tipos de emoções, sonora e visual.

“Isso mostra que os cachorros domésticos interpretam rosto e vozes usando mais do que um simples processo. Eles obtêm o significado semântico emocional do conteúdo por meio de áudios relevantes e do estímulo visual que podem ajudar a comunicação e interação social”, conclui a pesquisa.

Espertinhos esses bichos, não?

Créditos da foto: flickr.com/28045310@N08/

Leia também:
Cães veem os donos como se fossem seus pais
Cachorros sentem amor de verdade pelos donos
Cachorros se parecem fisicamente com os donos

Continua após a publicidade
Publicidade