Clique e assine a partir de 8,90/mês
Ciência Maluca Por Blog As pesquisas mais importantes para você compreender a sua vida - e as mais inusitadas para você entender todo o resto. Por Tiago Jokura

Comprar games deixa você mais feliz

Por Carol Castro - Atualizado em 21 dez 2016, 09h59 - Publicado em 12 set 2014, 15h19

videogame

Torrar seu dinheiro em roupas pode até render uma felicidade imediata. Mas é efêmera. Melhor mesmo gastar com atividades que rendam experiências novas e boas memórias, como viajar, pular de paraquedas ou… comprar um jogo de videogame! Parece estranho, mas a ciência garante que é verdade: games também vendem experiências. E por isso deixam você tão feliz.

Foi o que psicólogos americanos descobriram ao convidar 148 pessoas para um teste. Todos tiveram de escrever sobre a última vez em que gastaram pelo menos 10 dólares (e no máximo 10 mil dólares) com alguma coisa. Em seguida, eles encaixaram a tal compra em uma das 20 categorias apresentadas pelos pesquisadores (viagem, produtos de beleza, jantar, videogames ou jogos, instrumentos musicais, roupas, etc). E classificaram o gasto como “puramente material” ou “experiencial”. Para finalizar, todos responderam a algumas questões para mostrar o grau de felicidade e bem-estar que o produto havia proporcionado.

Bem, em geral, o custo não tinha muito a ver com a felicidade da aquisição. A verdade é que quanto mais experiências, histórias e boas memórias aquele dinheiro rendia, maior era a satisfação relatada pelas pessoas. Surpreendentemente, jogos de videogame e computador rendiam boas experiências. Não eram considerados produtos puramente materiais, mas algo capaz de render novas vivências. E por isso os participantes se sentiam tão felizes com a compra de um joguinho…

Continua após a publicidade

Pronto, mais uma desculpa da ciência para você passar e horas viciado em algum desses jogos.

Você concorda? Um game é mesmo capaz de trazer essa felicidade toda?

Crédito da foto: flickr.com/joybot

Leia também:
4 motivos para você jogar videogame sem culpa
Quem vê muita televisão morre mais cedo
Videogame traz sonhos melhores

Publicidade