Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Fundo vermelho liso. Ciência Maluca Por redação Super Este blog não é mais atualizado. Mas fique à vontade para ler o conteúdo.

Genes decidem eleição

Por Nina Weingrill Atualizado em 21 dez 2016, 10h07 - Publicado em 7 jul 2008, 18h53

Se você é do tipo que adora fazer parte de uma comitiva política, agarra o alto-falante e acha que está abafando em cima do palanque, culpe seus genes (ou não). Segundo James Fowler e Christopher Dawes, da Universidade da Califórnia, em San Diego, ligações entre dois genes específicos do homem são responsáveis por sua inclinação política, ou sua vontade de fazer parte dela.

Chamados de MAOA e 5HTT, os genes estão envolvidos com hormônios que condicionam nosso comportamento social. Eles atuam sobre a serotonina, neurotransmissor que regula nossos medos, sentimentos de confiança e interação social. Durante os testes, pessoas que possuíam esses genes eram 10% mais inclinadas a votar do que as que não os possuíam.

Apesar de não influenciar na escolha política, essa diferença genética faz com que as pessoas participem mais de atos, como doar dinheiro para uma campanha, fazer boca de urna ou concorrer a um cargo político.

Bem que eles poderiam descobrir o dispositivo que desliga os tais genes, não?

Continua após a publicidade

Publicidade