Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Combo Por Combo Notícias e curiosidades do mundo dos videogames

Venezuelanos usam jogo para conseguir renda extra durante crise

Por Lucas Massao Atualizado em 4 jul 2018, 20h34 - Publicado em 26 out 2017, 16h07

A Venezuela vive uma grave crise política e econômica. Como forma de ganhar dinheiro para comprar itens básicos, alguns venezuelanos encontram no Runescape, antigo RPG online, uma saída. A prática, conhecida como gold farming, levanta polêmicas em meio à comunidade gamer e consiste em acumular moedas em algum jogo e depois trocá-las por dinheiro real em sites pela internet.

Por ser antigo, o Runescape consegue rodar tranquilamente em computadores comuns. Além disso, é uma fonte segura de renda, pois não é preciso sair de casa. De acordo com os praticantes do gold farming no game, uma semana da prática rende algo entre 200 e 250 mil bolívares venezuelanos, o que equivale a uma renda aproximada de 75 reais, valor três vezes maior que o salário médio no país. Como a prática é ilegal, os gold farmers precisam passar alguns dias sem jogar para evitarem uma possível detecção do sistema da Jagex, a desenvolvedora do título.

De acordo com a empresa, 10 mil contas são banidas diariamente por causa da prática, que pode provocar um desequilíbrio na economia virtual e prejudicar a experiência de outros usuários. Além disso, parte da comunidade se organizou em grupos focados em matar jogadores latinos, principalmente venezuelanos, que ganharam o apelido de “pablos”.

Publicidade