Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Contando Ninguém Acredita Por Blog As notícias mais bizarras e surreais do mundo

Ex-oficial americano diz que EUA fazem pouco de quem relata óvnis

Por Lucas Massao Atualizado em 4 jul 2018, 20h35 - Publicado em 23 mar 2018, 17h49

O ex-funcionário do departamento de Defesa dos Estados Unidos Christopher Mellon afirmou, em entrevista à revista Newsweek, que o governo americano “ignora” os óvnis, pois ninguém dentro da administração quer ser “o cara dos aliens”, já que funcionários do tipo são “ridicularizados ou ignorados por trazerem atenção ao assunto”.

Mellon, que trabalhou nas administrações de George W. Bush e Bill Clinton, pede que o governo de Trump investigue profundamente os relatos de objetos voadores não-identificados que vem se intensificando pelo país nos últimos anos.

Em um artigo no jornal The Washington Post, Mellon, atual funcionário da Stars Academy of Arts and Science (TTSA), um centro privado de pesquisas científicas, diz que alguns pilotos americanos encontraram óvnis e outros conseguiram filmar as ocorrências, mas o material coletado não recebeu a devida atenção. “Nós não temos ideia do que está por trás desses incidentes porque não estamos investigando”, escreve.

Mellon acredita que, apesar dos óvnis não indicarem necessariamente a presença de ETs na Terra, eles podem ser uma demonstração de avanço tecnológico por parte dos chineses ou russos, o que também mereceria uma investigação. Contudo, em vez de tratar os incidentes como algo conectado, segundo Mellon, o Pentágono os trata isoladamente. “Se essas aeronaves representarem que Rússia, China ou outra nação que está escondendo um avanço tecnológico surpreendente, nós devemos responder à altura”, adiciona.

Na última sexta-feira, a TTSA divulgou um vídeo de 2015 que estava sob sigilo mostrando um encontro da Marinha americana com uma “aeronave não-identificada com alta velocidade de voo em baixa altitude”.

Com Newsweek

Continua após a publicidade

Publicidade