Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Oráculo Por aquele cara de Delfos Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail maria.costa@abril.com.br.

Como as tartarugas sabem em que praia nasceram para retornar?

Estamos indo... de volta... pra casa...

Por Bruno Vaiano Atualizado em 26 dez 2019, 19h29 - Publicado em 26 dez 2019, 14h10

Para começar, vale lembrar o leitor desavisado: após migrações quilométricas, as mamães tartarugas voltam para botar seus ovos na mesma praia em que elas mesmas nasceram décadas antes (justiça seja feita: essa “mesma praia” tem uma margem de erro de uns 50 km).

Isso é possível porque esses répteis, como muitos pássaros, têm um sexto sentido: se guiam pelas linhas do campo magnético da Terra, que exercem uma função análoga às linhas de latitude e longitude imaginárias aplicadas sobre os mapas (como, por exemplo, o Equador).

Os animais conseguem detectar a intensidade do campo em cada ponto da superfície do planeta – e também o ângulo que as linhas do campo formam com o chão. Assim, cada localização do oceano tem uma identidade magnética única. Basta o bichinho armazená-la na memória, como fosse um cheiro.

Essa descoberta é recente: foi publicada em 2018 pelo biólogo Roger Brothers e seu orientador. Eles perceberam que algumas tartarugas põem seus ovos em praias de lados opostos da península da Flórida ao longo da vida. Sinal de que a assinatura magnética dessas praias é extremamente parecida.

Pergunta de @geovanatacon, via Instagram.

Continua após a publicidade

Publicidade