Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Se Conselho Fosse Bom Por Blog Coluna semanal de perguntas práticas, sentimentais e existenciais enviadas por leitores da SUPER. Por Karin Hueck

“Meu namorado me trai, mas não sei se quero terminar com ele. Eu preciso?”

Não precisa, não. Cada relacionamento é feito de regras próprias. Invente as suas.

Por Karin Hueck Atualizado em 27 set 2017, 13h18 - Publicado em 26 set 2017, 15h39

Tenho um namorado ótimo, muito carinhoso. Estamos juntos há 4 anos. Mas vejo vários indícios claros de que estou sendo traído. Lençóis trocados com manchas de sexo. Mensagens em aplicativos de encontros gay. Mensagens em WhatsApp marcando encontros. Estou desesperado. Não sei se consigo conviver com essas angústias. Mas não sei se devo ir embora, ou se vou conseguir acreditar em amor verdadeiro depois dele. Será que devo ficar com ele e fingir que não sei nada? Eu o amo muito. Me ajude!
– Indeciso
– Caro indeciso
Você tem duas opções. Entender que você precisa de alguém que seja fiel e terminar o relacionamento – ou perceber que, na verdade, você não tem necessidade de um relacionamento exclusivo, e ficar com o seu namorado. Nenhuma das opções é melhor do que a outra. A única coisa que provavelmente não vai funcionar é exigir que o seu amado seja monogâmico – ele não parece estar preocupado nem em esconder de você os casos que tem. Se você acha que não consegue engolir as traições, é melhor pular fora – é claro que você vai encontrar outra pessoa depois. Se você decidir ficar, converse com o seu namorado. Diga que sabe das puladas de cerca e que você não exige fidelidade, mas que você precisa de lealdade. Seu namorado precisa saber que tem um compromisso com você, que precisa estar do seu lado, que você possa contar com ele para qualquer coisa que vier. Todo o resto do arranjo vocês podem combinar juntos.

 

GIPHY/Reprodução

Antes de ficar com a minha namorada, eu fiquei com uma amiga dela. Mas minha namorada se queixa MUITO disso, fica jogando na minha cara o que eu fiz. Mas o que eu posso fazer? Foi antes de conhecê-la.
– Exclusivo
– Caro exclusivo
Sua namorada realmente não tem do quê se queixar. Ela não pode ditar o que você fez antes dela, afinal. Ela queria que você ficasse esperando conhecê-la por acaso algum dia? Da próxima vez em que ela começar a reclamar, diga: “Roberta, eu não tenho uma máquina no tempo, não dá para mudar o passado. Não vou mais discutir isso com você. Vamos mudar de assunto ou então nos falamos mais tarde”.

Continua após a publicidade
Publicidade