GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Blog

Superblog

Por que a cevada (e a cerveja) pode ser boa para sua saúde

Por Luciana Carvalho, de EXAME.com

UK Food Industry Warning On Domestic Food Production

Aquela cerveja do final de semana (ou do happy hour) pode trazer bem mais benefícios para a saúde do que se imagina. Diversos estudos já demonstraram o potencial que a bebida tem, por exemplo, como antioxidante, combatendo radicais livres, elementos que estão por trás de doenças degenerativas e do envelhecimento precoce. Boa parte desse poder da cerveja vem da cevada, um de seus ingredientes principais. “A cerveja possui grande quantidade de antioxidantes, sendo que 70% deles são provenientes da cevada e 30% do lúpulo”, afirma Andrea Zaccaro, nutricionista e presidente da Associação Brasileira de Nutrição Esportiva.

Esse é apenas um dos motivos pelos quais a cevada passou a ser considerada um “supergrão”, como a quinoa, por exemplo. “Em relação à quinoa, a quantidade de fibras em uma porção cozida é maior na cevada. Em relação às vitaminas e minerais, a quantidade encontrada na cevada é bem superior também”, diz a especialista. Andrea usa a expressão “nutricionalmente denso” para caracterizar esse alimento. Isso porque, além de ter um teor calórico baixo e quantidade de amido não muito alta, a cevada mescla carboidratos complexos, vitaminas do complexo B e de outros tipos, proteínas e minerais, como o manganês e o cobre.

“A alta ingestão desses nutrientes pode ajudar a promover o metabolismo mais eficiente e com maior imunidade”, afirma a nutricionista, que também informa que o manganês presente na composição do grão tem alto poder antioxidante, sendo muito útil contra infecções bacterianas e virais. Outro fator positivo da cevada é sua quantidade de fibras, que supera todos os outros grãos. De acordo com a especialista, uma xícara do alimento cozido contém 6 gramas de fibras, o que, além de conferir saciedade e ajudar no emagrecimento, também atua no alívio da síndrome do intestino irritável e constipação, e na prevenção do câncer de cólon.

Por falar em fibra, ela é rica em beta glucana, uma fibra solúvel que ajuda a combater o envelhecimento precoce, a reduzir os níveis de colesterol no sangue e prevenir doenças cardíacas, como a hipertensão. A cevada não precisa ser consumida somente na forma de cerveja. Para aproveitar ao máximo seus nutrientes, há duas maneiras de ingerir o grão: germinado (após ficar de molho em água) ou cozido, como se fosse arroz. Andrea indica a ingestão de duas porções ao dia, para absorver uma quantidade ideal de fibras. “Duas xícaras ao dia de cevada são capazes de suprir 50% das necessidades diárias, que podem ser completadas com as verduras, legumes, frutas e outros alimentos integrais que compõe uma dieta equilibrada”, indica.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s