Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Turma do Fundão Por Blog Grupo de leitores-colaboradores da ME que ajuda a revista sugerindo pautas e alimentando este blog cultural

Nosso elenco ideal para O Símbolo Perdido

Por turma-do-fundao Atualizado em 4 jul 2018, 20h34 - Publicado em 17 out 2016, 16h42

Gabriel_Duarte

A saga de Robert Langdon (interpretado no cinema por Tom Hanks) surpreendeu ao voltar para as telas com uma adaptação a menos. O estúdio Sony Pictures anunciou em 2014 que iria adaptar o quarto livro, Inferno, em vez do terceiro, O Símbolo Perdido, deixando os fãs do escritor Dan Brown completamente no escuro sobre o motivo dessa decisão. O filme estreou na última quinta-feira, dia 12.

O Símbolo Perdido segue o professor de simbologia em sua aventura de uma única noite em Washington. Após ser enganado, Langdon se vê obrigado a cooperar com um fanático religioso, Mal’akh, para salvar a vida de seu grande amigo, Peter Solomon. A missão de Mal’akh é desvendar os grandes mistérios da Maçonaria. O livro é recheado de religião, ciência e ocultismo, enquanto o professor explora a história cheia de controvérsias da capital norte-americana.

Ainda não há nenhum pronunciamento sobre se o livro vai ser adaptado para os cinemas futuramente ou se vai ser simplesmente ignorado. Para adocicar o gostinho amargo que essa decisão deixou na boca dos leitores, escolhemos o que consideramos o elenco ideal para um possível filme de O Símbolo Perdido.

1) Michael Caine como Reverendo Colin Galloway

 

Apesar de fragilizado pela idade avançada, o cego reitor da Catedral de Washington tem uma personalidade forte e impõe uma força contrária ao ceticismo do professor Robert Langdon. Em sua breve, porém importante participação na história, o reverendo mostra uma atitude séria, mas ainda assim abre brechas para momentos de sarcasmo e deboche. Mordomo do Batman e vencedor de dois Oscar (por Hannah e Suas Irmãs, de 1986, e Regras da Vida, de 1999), Michael Caine seria ótimo para contrariar os argumentos do convencido professor de simbologia e também para ajudá-lo em sua missão.

giancarloesposito

2) Giancarlo Esposito como Warren Bellamy

 

A função de Arquiteto do Capitólio envolve extrema responsabilidade e requer a habilidade de gerenciar diversos prédios ao mesmo tempo, além de ter o jogo de cintura para lidar com as situações mais adversas, como fugir da CIA. O ator Giancarlo Esposito já se mostrou capaz disso depois de interpretar o proeminente e quase onipotente traficante de drogas Gus Fring na série Breaking Bad.

3) Nikki Blonsky como Trish Dunne

 

A protagonista bem humorada do filme Hairspray (2007), só falta ter cabelos ruivos para bater com a descrição da analista de sistemas bem humorada e devotada à chefe.

Continua após a publicidade

waichingho

4) Wai Ching Ho como Inoue Sato

 

Provavelmente a segunda personagem mais feroz do livro (só perde para o vilão Mal’akh), a chefe de segurança da CIA é descrita como uma mulher de descendência asiática, baixa e amedrontadora. Wai Ching Ho, a temível traficante Madame Gao da série Demolidor, seria uma ótima escolha para a personagem.

5) Susan Sarandon como Katherine Solomon

 

Katherine é uma cientista de meia-idade que arranca suspiros de diversos personagens do livro. Os papéis das parceiras das aventuras de Robert Langdon sempre acabam saindo para atrizes mais jovens, mas talvez esse padrão pudesse ser quebrado com a querida Susan Sarandon.

Além da extensa lista de filmes de sucesso dos quais ela participou, como Thelma & Louise (1991) e The Rocky Horror Picture Show (1975), outra prova de que Susan pode encarar o papel é que foi envolvida, no começo de 2016, em uma polêmica sobre a (falta de) sensualidade de mulheres mais velhas. Criticada por usar um vestido muito decotado em uma premiação de cinema, a atriz nem sequer hesitou e rebateu as críticas com a frase: “agora eu sei muito mais e estou muito mais à vontade em minha pele”. Susan poderia muito bem romper esse lamentável estereótipo hollywoodiano.

6) Stellan Skarsgard como Peter Solomon

 

Mentor e amigo de Robert, Peter é um maçom do mais alto grau. Detentor de grande poder e riqueza, ele é conhecido pela sua humildade, inteligência, e, acima de tudo, pela sua seriedade, ainda mais quando o assunto é ciência e religião. Entre as várias opções cogitadas, o ator Stellan Skarsgard parece se encaixar melhor na pele do bilionário que, apesar de sua aparente natureza inabalável, é cheio de traumas do passado.

7) Alexander Skarsgard como Mal’akh

 

O vilão Mal’akh é descrito como monstruoso e aterrorizante, com a cabeça raspada e o corpo musculoso completamente tatuado – incluindo seu rosto. O ator para esse papel precisa demonstrar intensidade e sadismo, mas também tem que convencer no charme e na elegância do Dr. Christopher Abadddon, seu disfarce, e ainda na sua personalidade passada, o galanteador Andros. Alexander Skarsgard seria uma escolha interessante. Além da química que teria com o pai, Stellan, nas cenas intensas entre Mal’akh e Peter, o ator já provou ser capaz de fazer um vilão convincente e multifacetado na série True Blood, da HBO.

Continua após a publicidade
Publicidade