Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

3 notícias sobre: coisas estranhas na atmosfera

Estudos detectam novos elementos nela – e uma camada se contrai.

Por Bruno Garattoni 20 ago 2021, 07h55

Microplásticos ficam flutuando no ar
Cientistas dos EUA encontraram fragmentos de 0,3 a 70 micrômetros, invisíveis a olho nu, em amostras de ar coletadas em vários Estados do país (1). A maior parte deles (84%) vem de automóveis, e foi detectada perto de ruas e estradas. Os possíveis efeitos à saúde da inalação de microplásticos ainda não foram determinados.

Análise encontra metal a 150 km de altura
Duas vezes por dia, ao amanhecer e ao anoitecer, uma camada de sódio se forma na termosfera (a quarta camada da atmosfera) da cidade de Boulder (EUA), e depois desaparece. Acredita-se que o metal, detectado por cientistas da Universidade do Colorado, tenha se originado da queda de algum meteoro. (2)

Mesosfera está ficando mais fina
Essa camada, que fica entre 50 e 80 km de altitude, tem sido afetada pelo aquecimento global – e está perdendo 150 a 200 metros de espessura a cada década (3). Isso acontece porque ela está esfriando. Ao alcançar a alta atmosfera, o CO2 tem um efeito curioso: ele favorece a dissipação do calor (não seu acúmulo, como na troposfera).

 

Fontes (1) Constraining the atmospheric limb of the plastic cycle. J Brahney e outros, 2021. (2) Mid-Latitude Thermosphere-Ionosphere Na (TINa) Layers Observed With High-Sensitivity Na Doppler Lidar Over Boulder. X Chu e outros, 2021. (3) Trends in the polar summer mesosphere temperature and pressure altitude from satellite observations. S Bailey e outros, 2021.

Continua após a publicidade
Publicidade