Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

A cabeça refeita dos adultos

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h50 - Publicado em 30 abr 1998, 22h00

Era uma convicção dos neurologistas: os animais, o homem inclusive, podem perder neurônios depois de adultos, mas nunca produzir novos. Recentemente, porém, cientistas das Universidades Princeton e Rockefeller, nos Estados Unidos, descobriram que os sagüis quebram essa regra. Eles fabricam células cerebrais novinhas em folha em um canto específico da massa cinzenta: o hipocampo, uma estrutura envolvida na gravação das lembranças. Os pesquisadores desconfiam que os humanos poderiam também gerar neurônios no hipocampo. Se a suspeita for confirmada, vem boa nova por aí. A expectativa, para o futuro, é criar tratamentos revolucionários para problemas degenerativos, como o mal de Alzheimer, que leva à morte prematura de neurônios. Bastará estimular a fabricação de células novas para repor perdas e danos provocados por essas doenças.

Quando a cor indica a idade

No cérebro do sagüi, os cientistas separaram os neurônios novos dos maduros.

No hipocampo, região do cérebro onde se suspeitava que ocorre a fabricação de neurônios novos em animais adultos, foram injetados um corante azul e outro vermelho.

A substância azul coloriu os neurônios maduros, criados quando o animal era ainda um bebê.

A vermelha tingiu os neurônios que estavam se dividindo, ou seja, dando origem a novas células cerebrais.

Também foram achados neurônios tingidos com as duas cores. Essas células já estavam maduras, mas haviam surgido na fase adulta do animal.

Continua após a publicidade

Publicidade
Ciência
A cabeça refeita dos adultos
Era uma convicção dos neurologistas: os animais, o homem inclusive, podem perder neurônios depois de adultos, mas nunca produzir novos. Recentemente, porém, cientistas das Universidades Princeton e Rockefeller, nos Estados Unidos, descobriram que os sagüis quebram essa regra. Eles fabricam células cerebrais novinhas em folha em um canto específico da massa cinzenta: o hipocampo, uma […]

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

Publicidade